Monthly Archives: julho 2021

6 dicas para organizar a casa sem investir muito tempo e trabalho

1. Determine os lugares certos

Fica muito mais fácil manter a casa organizada quando cada coisa tem o seu lugar. Então, reserve um espaço do seu dia para definir onde vai cada objeto, desde o controle remoto da TV até as roupas de cama e brinquedos do cachorro. A partir dessa decisão, é só cuidar para que, depois de usar, as coisas voltem para os seus lugares.

E, antes de começar a arrumação no dia a dia, passe por todos os cômodos da casa guardando os objetos – só esse cuidado já muda bastante a impressão geral.

2. Ataque um cômodo por vez

Esse é o segredo para simplificar e agilizar a arrumação. Organize a sua semana e reserve 15-20 minutos, todos os dias, para cuidar da casa. Estabeleça um cronograma e a cada dia atue em um cômodo, fazendo o básico: tirando o pó, passando um pano úmido, guardando as coisas em seus devidos lugares.

No fim de semana, ou quando tiver um pouco mais de tempo, você pode investir numa limpeza mais pesada, mas verá que o processo vai ser bem mais simples, já que as coisas vão estar sempre mais arrumadas.

3. Procure se divertir

O tempo passa mais rápido quando estamos nos divertindo! Então, use a criatividade, coloque uma música que você adora e encare a tarefa de arrumar a casa com mais leveza, transformando o momento em diversão. Pense na sensação gostosa que é estar em uma casa organizada, limpa, e aproveite o processo.

4. Crie uma rotina

Para manter o seu espaço sempre organizado e conseguir fazer arrumações em pouco tempo (e com pouco trabalho), é preciso entender que o cuidado deve ser constante. Crie uma rotina de atenção com a casa: sujou a louça, lave logo em seguida, retire o lixo dos banheiros e da cozinha toda noite, passe um pano úmido na mesa depois do jantar.

São pequenas atitudes que não levam nem 10 minutos e que, se feitas todos os dias, vão contribuir muito para deixar a sua casa mais organizada, tornando o trabalho muito mais simples!

5. Divida tarefas

Cuidar da casa deve ser responsabilidade da família toda – e pode se transformar num programa divertido, em que vocês compartilharão ótimos momentos. Peça ajuda a todo mundo que mora com você, fale da importância de manter as coisas no lugar e de ter atenção aos pequenos detalhes.

Quando todo mundo tem mais cuidado, as tarefas não pesam para ninguém. Ensine aos seus filhos como manter o quarto arrumado, a deixar a pia da cozinha sempre vazia, os armários organizados. E, na hora de fazer aquela arrumação geral, bote todo mundo para trabalhar!

6. Desentulhe

Essa dica é essencial: faça uma limpeza geral na sua casa, doando tudo aquilo que não tem mais uso para você ou sua família. Acumular as coisas é um convite para a bagunça. Deixe a energia circular, aprenda a viver com menos e perceba o impacto disso no clima da sua casa.

Se gostou das dicas, assine a nossa newsletter e receba em primeira mão todas as novidades.

PRATICAR CAMINHADA É UMA FORMA DE EVITAR DORES NA COLUNA

Sofrer com dor nas costas é motivo de queixa para muitas pessoas, e algo simples como praticar caminhada pode se tornar uma aliada importante para aliviar esse sofrimento.

A caminhada hoje é um dos exercícios mais democráticos para se fazer, pois não restringe idade e nem requer habilidade. Além disso qualquer lugar que seja no mínimo plano, é um local que possibilita a prática do exercício, o que torna ainda mais versátil. O neurocirurgião e especialista em coluna Dr. Haroldo Chagas relata algumas vantagens de praticar a caminha com frequência.

“Os benefícios que a caminhada pode trazer são vários, eles variam de acordo com quem pratica. Por esse motivo, é amplamente recomendada pela comunidade médica, pois é bastante eficaz na reabilitação do paciente, agindo diretamente no seu fortalecimento muscular e aliviando dores lombares”, afirma.

Os médicos recomendam caminhar pelo menos de 20 a 40 minutos, de duas a três vezes na semana, pois acreditam que a prática vai influenciar na melhora das dores. Seguindo essa recomendação, já é possível notar os resultados nas seis primeiras semanas de exercícios sem interrupção.

“Outro fator determinante para quem opta por praticar caminhada, é que ela ajuda a prevenir a osteoporose e as dores nos joelhos, além de melhorar a circulação sanguínea do paciente, contribuindo ainda mais para uma vida mais saudável”, comenta Chagas.

Não esqueça de conversar com seu médico antes de começar a caminhar, escolher um calçado confortável e macio, de se hidratar e de alongar pelo menos 10 minutos antes de iniciar a atividade e depois da execução do exercício, para prevenir possíveis lesões.

FONTE: https://www.webrun.com.br/praticar-caminhada-e-uma-forma-de-evitar-dores-na-coluna/

Dicas do vaso certo pra suas plantas

Depois de hoje, você não vai ter mais dúvidas sobre como escolher o vaso certo pra sua planta. Dentro de casa, muitas vezes por falta de espaço, elas acabam ocupando cantinhos onde não cabem vasos muitos grandes, né?

Não precisa se preocupar porque tem solução. Separamos 03 dicas super fáceis pra você aprender a escolher o vaso certo. Dá uma olhada!

1. Conhece sua planta?

Antes de escolher o vaso, é sempre bom saber qual o comportamento de crescimento da planta que você tem em casa. Se você não teve essa informação quando levou ela pra casa, tenta dar uma pesquisada online pra descobrir mais sobre ela. Pesquisa algo como: ‘Cultivar (o nome da sua planta) em vasos’. Daí você vai ter uma chuva de informações sobre ela.

*Super dica: Se não sabe o nome dela, tem um app  incrível que te ajuda nesse processo. É o Plantsnap. É só baixar pra nunca mais ficar na dúvida sobre o nome de uma planta. <3

Por aqui já falamos sobre algumas plantas como a Jibóia e a Fitônia que basicamente não pedem muito espaço. Por isso, elas tem o cultivo em vaso super recomendado. As duas plantas tem raízes que se adaptam muito bem a espaços pequenos, sem afetar drasticamente seu desenvolvimento.

2. Verificando a profundidade do vaso

Depois de descobrir se sua planta sobrevive bem em vasos, tá na hora de escolher o vaso ideal. Caso nunca tenha visto a raíz de sua planta, tá na hora de sujar as mãos! Tira ela do atual recipiente. Se precisar, tira um pouco da terra e dá uma olhadinha no tamanho da raiz.

Hipó - Como escolher vaso certo para planta dentro de casa

Mesmo que a sua planta  viva bem em vaso, é legal dar um pouquinho de espaço extra. Assim, ela se adapta melhor e se sente em casa mais fácil.

Por aqui, gostamos de reservar no vaso o dobro do espaço da raiz. Se for uma planta com 5cm de raiz, por exemplo, um vaso com 10cm de profundidade seria o ideal. Assim, ela fica bem firme e ainda tem espaço pra raiz fazer o que faz de melhor: crescer.

Mas vale a pena lembrar uma coisa:  quando fazemos um sistema de drenagem bem maravilhoso (colocar argila ou pedriscos no fundo do vaso), isso tira alguns centímetros da área útil de plantio. Então, avalia bem a profundidade do vaso escolhido pra sua planta.

Hipó - Como escolher vaso certo para planta dentro de casa

3. Pra onde vai a água?

O mais importante: o vaso precisa ter furo no fundo.

Sim, faz molhadeira na hora da rega, mas ele garante que o excesso de água seja eliminado. E garantimos: é bem mais fácil remediar a molhadeira do que uma raiz apodrecida por excesso de umidade. Você pode usar pratinhos pra armazenar a água ou levar as plantas para uma bancada perto da pia e fazer as regas.

Fácil, né? É só ficar atento a esses detalhes pra começar a escolher o vaso que mais combina com você e com sua casa.

FONTE: https://hipocheiodevida.com.br/escolher-o-vaso-certo-pra-plantas-dentro-de-casa/

Como fazer ligações em vídeo para várias pessoas ao mesmo tempo

Não pode juntar gente e nem sair para abraçar os amigos… Em tempos de luta contra o coronavírus, o jeito tem sido matar a saudade e espantar a solidão por ligações de video online. Além de ser seguro conversar à distância, não custa nada: existem muitas opções grátis.

As principais redes sociais oferecem videochat (só não tem no Twitter), mas a maioria limita muito o número de pessoas. Para grupos maiores, existem outras plataformas mais conhecidas por quem já usa para trabalho: do tradicional Skype ao Google Hangouts e o Zoom.

 

Dá para reunir as crianças da sala da escola, promover aulas e shows online, comemorar aniversários cuja festinha foi adiada e até happy hours – não vai precisar brindar com o espelho 😉

Veja abaixo o guia de como usar as principais plataformas gratuitas. Caso vá fazer as chamadas do computador, não esqueça de verificar se ele tem câmera e microfone (dá para usar um fone com microfone também). E, se for baixar um aplicativo, atenção para ver se ele é o oficial.

WhatsApp

 

Limitado a 8 pessoas por videochamada

Apesar de ser muito popular no Brasil como aplicativo de conversas em texto e áudio, inclusive com grupos, na hora da conversa em vídeo, o WhatsApp só aceitava até 4 pessoas no começo da pandemia, e somente pelo celular (não funciona na versão web). Mas o Facebook, dono do app, decidiu aumentar esse limite para 8 a partir de 28 de abril.

Por outro lado, a ligação em vídeo no WhatsApp é bem simples de fazer para quem já tem conta.

Como fazer chamada em vídeo pelo WhatsApp:

  • Para chamar pessoas que estão num mesmo grupo, abra a aba de conversa desse grupo e clique no ícone de telefone que fica no canto superior direito
  • Um menu vai aparecer na parte de baixo da tela, com uma lista dos participantes do grupo. Você poderá selecionar até 7 pessoas, para chamar (com você, serão 8). Feito isso, clique no ícone da câmera
  • Para chamar fora de gruposelecione primeiro uma pessoa e abra a aba de conversaClique no ícone de câmera que fica no canto superior direito (ao lado do ícone de telefone).
  • Inicie a chamada em vídeo e, no canto superior direito, vai aparecer a opção de adicionar mais pessoas (um sinal de +). Você poderá adicionar até 7 (com você, serão 48).

 

Instagram

 

Limitado a 6 pessoas por videochamada.

A rede social também tem a opção de conversa em vídeo em grupo, no Direct (ou Inbox). Mas também é limitada, e somente pelo celular. Todas aparecem na tela dividida.

Como fazer chamada em vídeo pelo Instagram:

  • Ao entrar no Instagram, clique no ícone de mensagem direta (seta), no canto superior direito da tela inicial
  • Toque no ícone da câmera no canto superior direito
  • Selecione até 5 pessoas (com você, serão 6).

 

Facebook Messenger

 

Até 50 pessoas por videochamada.

O Messenger é bem menos limitado que seus “colegas de firma” WhatsApp e Instagram para chamadas em vídeo. Porém, com mais de 6 pessoas na chamada, a tela só mostra quem estiver falando na hora.

Como fazer chamada em vídeo no Facebook Messenger:

  • É mais fácil usar o aplicativo do Messenger (pode baixar clicando no ícone do Messenger dentro do Facebook ou pela pela loja de aplicativos – Google Play ou App Store, se tiver iPhone);
  • Se não quiser, dá para entrar pela própria página do Facebook no celular, tablet ou computador, e clicar no ícone do Messenger (no canto superior direito)
  • Selecione as pessoas ou o grupo e clique no ícone da câmera
  • Lembre-se de que, com mais de 6 pessoas, a tela só mostra quem estiver falando na hora.

 

Facebook Rooms

 

Até 17 pessoas por vídeochamada.

No meio da pandemia e vendo a ascenção meteórica do Zoom, o Facebook anunciou no último dia 24 de abril o recurso Rooms para o Messenger, que será liberado aos poucos.

Essa função vai criar uma sala acessível com um link, que poderá ser criado a partir do próprio Messenger ou do Facebook (assim como no Zoom e no Hangouts).

Não será necessário criar uma conta no Messenger para acessar. A ideia é que, em breve, seja possível criar e participar de salas a partir do WhatsApp e das funções de mensagem direta no Instagram.

Inicialmente, o limite será de 17 pessoas por sala, incluindo o administrador. A pessoa que cria a sala controla as configurações de quem pode entrar, o quão fácil a sala é de ser encontrada e se um link poderá ser usado para acessar a conversa. E sala também poderá ser “trancada”.

Google Hangouts

 

Até 10 pessoas por videochamada na versão Gmail e básica do Gsuite — plataforma corporativa do Google. Na versão Business ou Educação, até 25 pessoas.

Muito usado para conversas de texto, é como se fosse um “WhatsApp” do Google. Ele junta pessoas que tenham qualquer conta na plataforma (Gmail, YouTube, etc).

Como fazer chamada em vídeo no Google Hangouts:

  • Mesmo que nunca tenha usado, você já tem acesso a ele e talvez não saiba. Se você já usa Gmail, por exemplo, o HangOuts fica logo abaixo da lista de pastas, à esquerda (onde aparece o seu perfil)
  • Ou você pode entrar em hangouts.google.com. A página tem um ambiente próprio e mais “amigável”, que não se mistura com seus e-mails
  • Também é possível fazer o download do app para celular/tablet pela loja de aplicativos (Google Play ou App Store, se for iphone)
  • Você pode buscar seus amigos entre seus contatos (pessoas com quem você já trocou e-mail pelo Gmail estão ali automaticamente, assim como contatos que possui em celulares Android, por exemplo). Ou pode convidar pessoas
  • Aí é só clicar noentrar na opção “Vídeochamada” (no computador) ou
  • E você pode criar um grupo, assim como no WhatsApp, para não ter que mandar convite um por um nas próximas vezes.

 

Google Meet

 

Até 100 pessoas por videochamada

Na esteira do Facebook, para também concorrer com o Zoom, o Google liberou em meio à pandemia o Meet, que fazia parte de um pacote pago chamado G Suite.

Até setembro próximo, de acordo com o Google, o usuário que tem uma conta da empresa — um e-mail no Gmail ou conta Android, por exemplo — poderá utilizar o Meet no site (meet.google.com) ou baixando o aplicativo na Google Play (loja de aplicativos para Android) ou Apple Store (para iOS, o sistema dos iPhones).

Skype

 

Até 50 pessoas por videochamada.

Pertencente à Microsoft, é um dos primeiros apps de conversa em vídeo online, lançado em 2003. Além de chamadas em vídeo (ou só áudio) e texto, ele também permite compartilhar a tela do computador (a pessoa pode ver o que está na tela da outra e ajudar a resolver algum problema, por exemplo).

Como os demais citados na reportagem, ele é gratuito, a menos que você queira comprar crédito para fazer chamadas telefônicas para telefones fixos e celulares. Existe a versão Skype for Business, que é paga (US$ 2 por mês, por usuário) e permite até 250 pessoas em uma chamada de vídeo, mas é mais voltada para empresas, como o nome diz.

Como fazer uma chamada em vídeo pelo Skype:

  • Baixe o Skype no celular ou tablet pela loja de aplicativos (Google Play ou App Store, se for iPhone) ou no computador (skype.com)
  • Também é possível usar o Skype no computador sem baixar nada, em web.skype.com
  • Crie uma conta; se você tiver uma conta Microsoft (como @outlook. com ou @msn.com ou sendo usuário do pacote Office), já é automaticamente um usuário Skype; basta abrir o app e fazer login
  • Busque os amigos pelo nome de perfil deles no Skype ou pelo email. Se não encontrar, você pode mandar um convite

 

Zoom

 

Até 100 pessoas por videochamada no modo gratuito, por até 40 minutos.

O programa faz reuniões virtuais no computador ou celular/tablet, e permite compartilhamento de tela (as pessoas podem ver o que está na tela do computador de quem compartilhou, para entender um passo a passo, por exemplo, ou acompanhar um texto). Por isso tem sido usado para aulas online, com ou sem vídeo.

No entanto, o Zoom tem sido alvo de desconfiança e algumas empresas barraram seu uso. O fato de enviar convites por link e exigir que seja baixado o aplicativo (não versão web, para usar no computador sem app), deixa os usuários mais expostos a apps falsos.

Como fazer chamada de vídeo no Zoom:

  • Baixe o Zoom no celular/tablet pela loja de aplicativos (Google Play ou App Store, se for iPhone) ou no computador (em zoom.us/pt-pt/meetings.html)
  • Se recebeu um convite, não precisa ter conta na plataforma para entrar na reunião: basta incluir o “ID” (número) da reunião, que aparece nesse convite
  • Caso queira criar uma reunião e enviar convites, é preciso ter uma conta no aplicativo (ele pede apenas o email e a criação de uma senha) ou fazer login com a conta do Google ou do Facebook
  • Ative o recurso que fecha a reunião para novos participantes. Basta clicar em “Manage participants’, depois em “More’ e, então, em “Lock Meeting”

 

Para usar a função 'Lock Meeting' no Zoom e fechar uma reunião para novos participantes, clique em 'Manage participants', depois em 'More' e então em 'Lock Meeting' — Foto: Reprodução

Para usar a função ‘Lock Meeting’ no Zoom e fechar uma reunião para novos participantes, clique em ‘Manage participants’, depois em ‘More’ e então em ‘Lock Meeting’ — Foto: Reprodução

Mulher faz ligação de vídeo com duas pessoas durante quarentena de coronavírus; chamadas também acontecem entre médicos e pacientes — Foto: AP Photo/Mark Lennihan

Mulher faz ligação de vídeo com duas pessoas durante quarentena de coronavírus; chamadas também acontecem entre médicos e pacientes — Foto: AP Photo/Mark Lennihan

FONTE: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2020/03/22/como-fazer-ligacoes-em-video-para-varias-pessoas-ao-mesmo-tempo.ghtml

Como manter uma alimentação saudável

A pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus (COVID-19) provocou a mudança de atitudes na população mundial. Evitar ao máximo sair de casa, lavar as mãos várias vezes ao dia e manter distância um do outro são apenas algumas das várias recomendações que a sociedade está seguindo durante o isolamento social. Contudo, algo que se necessita dar continuidade é o hábito da alimentação saudável.

Conforme a nutricionista da Clínica Nutriescola do curso de Nutrição da Universidade de Passo Fundo (UPF), Luciana Inês Decarli, a quarentena possibilita a realização de diversas atividades ligadas à gastronomia. “Há tempo para preparar os alimentos e pensar no que pode ser feito. Também é o momento de organizar os armários e a geladeira, conferir o prazo de validade de cada alimento em estoque e usar da criatividade para fazer da culinária uma ação prazerosa”, comenta.

Para se ter uma alimentação saudável e equilibrada, Luciana aconselha variedades de verduras e legumes, mantendo alimentos fontes de vitamina C, como laranja, bergamota, morango, kiwi, tomate e acerola. Segundo ela, frutas devem ser ingeridas no mínimo três ao dia e, verduras e legumes, no mínimo três por dia, no almoço e no jantar. “As pessoas podem fazer de três a seis refeições diárias (entre as principais e os lanches), evitando alimentos enlatados, empacotados, processados e ultraprocessados”, relata, salientando ainda a importância de comer “comida de verdade”, como feijão, batatas, arroz, mandioca, dentre outros alimentos. “Estas escolhas diversas automaticamente contribuem com a melhora do sistema imunológico”, complementa.

Por mais qualidade da alimentação
Pelo fato de estarem dentro de suas residências, as pessoas podem sentir angustia, ansiedade e estresse. De acordo com Luciana, quando essas e outras emoções são sentidas, o alimento acaba sendo algo de conforto. “Com isso, se a escolha for por alimentos prontos, processados e menos saudáveis, a situação tende a piorar: há chances de aumento de peso e de ficar mal-humorado, por exemplo. Então, esse é mais um motivo de que, na ida ao mercado, é recomendável evitar os ‘alimentos perigosos’. Além disso, é preciso controlar a parte financeira, pois se comprar exageradamente, estocar e o alimento vier a estragar, será um gasto, e agora, mais do que nunca, tem que se pensar em investir e como investir na qualidade da alimentação”, aconselha.

FONTE: https://www.upf.br/ICB/noticia/como-manter-uma-alimentacao-saudavel-na-quarentena

10 dicas para deixar seu cachorro feliz

Assim como nós, os cães também precisam de horários e regras para o bom convívio social, mas, nem por isso, essas ações precisam ser chatas. Aliás, eles curtem muito fazer qualquer coisa com seus tutores, então, por que não transformar as ações rotineiras em atividades que os deixam felizes? Os cães adoram:

1ª) Música – Por conta da audição sensível, os cães adoram ouvir música. Canções provocam estímulos emocionais e sensoriais que trazem calma e segurança ao animalzinho. Dê preferência às músicas clássicas e/ou com voz – elas são excelentes opções para quando o cão vai ficar muito tempo sozinho ou para disfarçar o barulho dos fogos de artifício;

2ª) Atenção – Quem é que não gosta de ser cuidado por quem amamos? Cachorros, em sua maioria, são animais sociáveis, sentem emoções e elas influenciam diretamente em seu bem-estar. Tire um tempo e dedique-se ao seu animalzinho, ele vai ficar feliz e, com certeza, você também estará mais relaxado e em paz depois;

3ª) Estímulo mental – Sabe aquela brincadeira de jogar a bolinha e seu cãozinho trazer? É a atividade mais antiga do mundo para quem tem um pet e ela não sai de moda nunca. Ao fazer esses exercícios mentais, o cão sente-se estimulado e feliz. Eles também adoram quando a bolinha – ou qualquer brinquedo – é escondido para que eles achem;

4ª) Boa alimentação – Todo mundo é mais feliz quando come bem – inclusive os cães. Mantenha uma rotina de horário com uma dieta equilibrada e, eventualmente, adicione alguns petiscos de boa qualidade;

5ª) Brinquedos – Um objeto novo é sempre bem-vindo e garantia de felicidade. Principalmente aqueles jogos que soltam pedaços de ração/petisco, onde a recompensa é imediata ou, em caso de cães mais despertos, brinquedos que façam barulho. Pets, mesmo mais idosos, gostam bastante de serem estimulados com brincadeiras;

6ª) Exercício – Cada raça tem uma característica específica e é preciso estar atento antes de levar seu cão para fazer atividades físicas. Porém, após o aval do veterinário, coloque essa programação na agenda. Exercícios regulares fortalecem a musculatura e trazem sensação de bem-estar ao animal;

7ª) Socializar – Permitir que seu cãozinho tenha contato com outras pessoas, que não sejam da casa, e principalmente com outros cães, auxilia para que não tenham medo e nem problemas de comportamento. É importante começar a fazer isso desde que são filhotes, assim que estiverem liberados para passear;

8ª) Conforto – Quer coisa mais gostosa do que deitar num ambiente aconchegante depois de um dia intenso de atividades? Pois é, eles também adoram. Deixe sempre a área de descanso limpa, com os objetos, tapetes ou cobertas favoritos do animalzinho e longe do local onde comem e de onde fazem suas necessidades fisiológicas;

9ª) Viajar – Ao contrário do que muitos pensam, os cachorros adoram viajar e acham que são parte da família – e têm toda razão! Lembre-se de que você tem amigos e conhecidos. O cão tem apenas você. Por isso, leve-o consigo sempre que possível. Eles gostam muito de estar em companhia das pessoas que ama e vão se divertir muito (não esqueça de consultar o veterinário antes da viagem);

10ª) Dormir com você – Sim, é isso mesmo. Cães sabem que aquele espaço é íntimo, pessoal e “seu cantinho”. Quando você permite que ele faça parte desse mundo, vai se sentir amado e muito querido. Não precisa deixar que ele faça isso todas as noites, mas, eventualmente, permita esse carinho. Também evite fechar a porta do seu quarto todas as noites, isolando-o da família.

*René Rodrigues Junior é médico veterinário da Magnus, fabricante de alimentos para cães e gatos.

FONTE: https://www.magnuspet.com.br/blog/10-dicas-para-deixar-seu-cachorro-feliz

Qual a importância de beber água?

Segundo a ciência, nosso corpo é constituído em aproximadamente 70% a 75% de líquido, ou seja, água. Logo, beber água é tão importante quanto se alimentar.

hidratação é fundamental para o bom funcionamento do corpo, sendo essencial para o equilíbrio e manutenção da saúde. E não tem que esperar a sede bater para beber água: é fundamental que isso seja uma rotina diária.

A seguir, vamos explicar com mais detalhes a importância de se manter hidratado e dar algumas dicas de como manter o corpo saudável. Confira:

Qual o papel da água no corpo humano?

Em primeiro lugar, beber água é fundamental para a saúde, todos sabemos. Mas, você já parou para pensar qual a função desse líquido no nosso corpo e o que ele pode fazer?

A água tem participação em quase todos os processos fisiológicos do corpo humano. Sem ela, aliás, nosso organismo entra em colapso e prejudica a nossa saúde a curto e longo prazo. Confira abaixo algumas das funções primordiais:

1. É o elemento que constitui todas as nossas células

Além de ser o principal componente do sangue, é também das células. Além disso, a água faz importantes funções em outras estruturas, como músculos e outros órgãos.

Em estruturas como a meninge e fluidos presentes nas articulações, a água oferece proteção a essas estruturas, garantindo seu perfeito funcionamento.

Nessas estruturas, ela age como reagente e participa de todas as reações corporais, uma vez que elas precisam acontecer no meio aquoso. Como ela é um potente solvente, também está presente no processo digestivo, através do suco gástrico.

2. Atua como meio de transporte

A principal função do sangue é transportar nutrientes essenciais para o funcionamento corporal. Assim, a água é a responsável por levar oxigênio e vitaminas, além de permitir que as células se locomovam na corrente sanguínea.

Mas não são só os nutrientes que esse importante elemento se encarrega de transportar: é por ela que toxinas e demais agentes perigosos são eliminados do nosso corpo, através da urina.

3. Função termorreguladora

Quando somos expostos a temperaturas muito altas, nosso corpo precisa resfriar rapidamente. Caso isso não ocorra de forma imediata, as consequências podem ser severas.

Nesse momento, mais uma importante função da água entra em cena: a transpiração. Nosso corpo produz o suor, para que quando ele entre em contato com a pele, evapore e esfrie a pele de forma mais rápida.

Como vimos, não existe nenhum processo fisiológico que não necessite da presença da água. A função básica desse elemento é garantir a vida e o bom funcionamento de toda essa estrutura.

Qual a quantidade ideal de água?

A importância de beber água já ficou mais que explica, certo? Agora, então, uma dúvida que sempre permeia é a quantidade certa do consumo diário.

Apesar de essencial, a regra do “tudo que é demais, faz mal” também se aplica aqui. Assim como o baixo consumo de água pode levar a desidratação, o excesso pode levar até a intoxicação por água.

Portanto, é fundamental saber dosar e beber água dentro da quantia recomendada. E, essa dosagem varia de acordo com cada corpo e também das condições climáticas.

Aquela velha dica dos 2 litros de água por dia é mais um conceito do senso-comum, do que um resultado embasado em pesquisas cientificas. A seguir, entenda melhor como você deve dosar a quantidade ideal para beber água:

1. Clima e estado físico:

Dias mais quentes e/ou secos, exigem do corpo uma liberação maior de água. E essa liberação ocorre de diversas maneiras: através do suor, fezes e urina ou pela respiração, por exemplo.

Além disso, a sua condição física também influencia na quantidade de líquido que precisa ser reposta diariamente. Febre, diarreias e vômitos são excelentes amostras de situações que exigem maior hidratação.

2. Exercícios físicos e dieta

Pessoas que praticam atividades físicas diariamente necessitam beber mais água. A quantidade, inclusive, vai aumentando de acordo com a intensidade do exercício praticada.

Além disso, é preciso avaliar a dieta diária. Por exemplo, se a sua é composta por uma alimentação saudável, automaticamente você já ingere alimentos ricos em água, como frutas.

3. Peso e metabolismo

A regra é clara: pessoas que pesam mais, precisam ingerir mais água. Assim como quem tem um metabolismo mais rápido precisa aumentar a ingestão de líquidos.

4. Cor da urina

A urina é um importante indicador da hidratação do corpo. Quanto mais escura, mais desidratado o organismo está. Logo, o risco de complicações é alto.

No entanto, se a urina está transparente, atenção: você está consumindo uma quantidade de água excessiva e corre o risco de ter as complicações pela hidratação em excesso.

O ideal é que, ao urinar, o líquido saia amarelo-claro, sem odor extremo. É importante observar a frequência da qual se vai ao banheiro também.

A dica aqui é ir se hidratando de acordo com a necessidade do corpo. Por via das dúvidas, sempre confie nos sinais dados pelo organismo: sede em excesso, dor de cabeça, tontura e fome, podem ser indicadores de falta de hidratação.

Se, após beber água, esses sintomas diminuírem ou até desaparecerem, então você estava precisando se manter hidratado. Mas, nunca beba água em excesso e de uma vez só: sempre ingerir de maneira gradual e com calma, para evitar riscos.

Técnicas infalíveis para nunca esquecer de beber água

Quem nunca se esqueceu de beber água, que atire a primeira pedra! Muitas vezes, com a rotina corrida, acabamos por negligenciar esse importante hábito.

Para ajudar os esquecidos de plantão, confira algumas dicas que podem ser colocadas em prática para sempre se manter hidratado:

1. Não ignore os sinais do seu corpo

A sede e os outros sintomas de desidratação, precisam ser observados com frequência. Quando o corpo sente a falta da água, ele sempre manda sinais claros.

Então, fique sempre atento a esses sintomas e evite demorar muito tempo para beber água, depois de notá-los.

2. Coloque despertador ou use aplicativos

Crie o hábito de sempre se manter hidratado. Coloque despertador a cada 2 horas, ou conte com a ajuda de aplicativos que são específicos para lembrar de beber água.

3. Não se esqueça da sua garrafa aonde for

Um dos principais motivos de não beber água, é por não termos uma garrafinha por perto. Portanto, sempre deixe uma bem cheia e com água fresca na bolsa. Dessa maneira, você não esquece e não corre o risco de ficar muito tempo sem beber água.

fonte: https://blog.livup.com.br/qual-a-importancia-de-beber-agua/

Confira dicas para limpeza da casa em tempos de coronavírus

Uma das principais formas de transmissão do coronavírus é o contato com superfícies contaminadas, seguido de toque em mucosas, como olhos, boca e nariz. Entretanto, o vírus que causa a Covid-19 pode ser destruído com itens que muitas pessoas já possuem em suas casas, como sabão e água sanitária.

Além da higiene de superfícies, é importante continuarmos com outras medidas de prevenção dentro de casa:
– Espirrar ou tossir no antebraço;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como toalhas, talheres e copos;
– Lavar frequentemente as mãos com água e sabão, especialmente após espirrar ou tossir;
– Evitar tocar o rosto;
– Quando estiver com sintomas de Covid-19, procurar isolar-se do resto dos habitantes da casa.

FONTE: https://saude.rj.gov.br/noticias/2020/05/guia-de-higienizacao-orienta-a-melhor-forma-de-manter-a-casa-limpa-prevenindo-o-coronavirus

9 passos para começar a praticar exercícios físicos em casa

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com preguiça de fazer exercícios físicos. Só de pensar em ter que se arrumar, sair de casa e ir até a academia… Desistiu, né?! Com a rotina acelerada e cansativa, é normal acabar sentado no sofá de frente para a televisão. Relembrar que os exercícios físicos são importantes e essenciais para a saúde e o bem-estar não muda este cenário. O grande dilema é descobrir como encaixá-los na agenda cheia de compromissos e estresses.

Uma alternativa para isso é exercitar o seu corpo em casa, de pijama mesmo, e no horário que você quiser! Para ajudar você a começar agora, selecionamos algumas atividades que exigem poucos equipamentos. Só não se esqueça de usar um tênis específico para ginástica, ok? Confira nossas sugestões:

1. Pule corda
Pular corda é muito mais que uma brincadeira de criança, faz bem para a sua saúde. O ideal é dar saltos curtos.

2. Coloque uma música para tocar e dance!
Quando o exercício é algo que nos diverte, fica tudo mais fácil.

3. Alongue-se e pratique yoga
O alongamento é importante para prevenir lesões e ajudar a reduzir dores nas articulações. Experimente reproduzir alguns movimentos de yoga, como mostram esses vídeos. A yoga é considerada um exercício físico e ela ainda ajuda a diminuir os níveis de estresse.

4. Suba escadas
Se você mora em apartamento, não deixe de tentar se exercitar subindo escadas. É uma atividade que traz benefícios para o coração e ainda ajuda a perder gordurinhas.

5. Baixe aplicativos que estimulam a prática de atividades físicas em casa
É só copiar os exercícios! Aqui você encontra algumas opções. Além disso, o Youtube está cheio de vídeo-aulas. A internet está aí para ser explorada!

6.  Faça agachamentos
Deixe os pés na direção do quadril e se movimente como se estivesse sentando em uma cadeira. A repetição é que leva perfeição!

7.  Faça flexão
Deite de barriga para baixo, deixe as mãos na direção do ombros e os pés na direção do quadril. Estenda os braços e depois desça devagar.

8. Planejamento
Para viabilizar tudo isso, é preciso organização e planejamento. Primeiramente, não se comprometa com metas mirabolantes e impossíveis de serem cumpridas – elas só servem para te desestimular. Comece pensando pequeno, descubra suas habilidades e seus limites. E não se esqueça de colocar o momento de atividade física na sua agenda! Acredite: Se você for deixar a ginástica só para o dia que você tiver tempo, você não vai ter tempo nunca.

9. Pausas
Anote também os períodos de descanso. Assim, as coisas não se confundem e você cria o espaço adequado para cada uma delas.

FONTE: https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Dicas/noticia/2018/04/9-passos-para-comecar-praticar-exercicios-fisicos-em-casa.html

4 dicas para cuidar das plantas

Não é porque chegou o verão que você vai deixar suas plantas de lado. Cada estação tem seus cuidados específicos para as plantinhas e flores, o verão exige cuidados específicos, daremos algumas dicas importantes para manter a saúde e beleza do seu jardim.

É importante que você conheça os tipos de planta que tem em sua casa, empresa ou no ambiente em que elas estão alocadas.

Saiba regar na hora e quantidade certa

Não é o ideal deixar para regar as plantas quando o sol do meio-dia já estiver forte, pois a água ira evaporar mais rapidamente e as gotas de água combinada com o sol podem causar manchas nas folhas de suas plantas.

Sinta a temperatura da terra com as mãos, se estiver úmida e fria, então pode deixar para regar mais tarde, porém se estiver quente e seca está na hora de molhar as plantas. O bom é que você regue as plantinhas a cada dois dias no começo da manhã ou fim da tarde. Se a planta estiver um em vaso pequeno, então deve-se regar todos os dias, em quantidade certa.

Fique de olho nas pragas

Com a umidade das chuvas de verão, acontece a proliferação e fortalecimento das pragas. Retire as ervas daninhas da terra e fique atento quanto aos caules das plantas, esses parasitas costumam se instalar no verão.

Cuidado com o sol

Com a chegada do verão e o sol mais forte, deve-se tomar cuidado para não deixar as plantas tempo demais sob exposição de raios solares, elas podem murchar e desidratar. Você pode deixar as plantas expostas por um período do dia, e no outro deixa-la em um ambiente arejado e fresco, sem exposição direta ao sol.

Também deve-se tomar cuidado com as plantas que ficam em ambientes fechados, tomar pouco sol também é prejudicial para elas. Se possível, coloque as plantas por um momento em exposição ao sol.

Tenha a manutenção em dia

Retire os galhos secos e as flores murchas, toda planta precisa ser podada uma vez ou outra, ela precisa se renovar e para isso a distribuição de seus nutrientes tem que ir para os brotos. As folhas secas acabam por abafar o solo dificultando a circulação do ar pelas raízes.

O gramado também cresce mais rápido nessa estação, não permita a infestação de ervas daninhas e o apare com mais frequência.

FONTE: https://hmjardins.com.br/4-dicas-cuidar-plantas-verao/