Troque a academia por exercícios em casa ou ao ar livre.

Troque a academia por exercícios em casa ou ao ar livre.

8 dicas para cuidar da saúde e manter a forma sem emagrecer seu orçamento.

Não ter tempo ou dinheiro para frequentar uma academia não pode ser desculpa para não se exercitar.

Fazer atividades físicas é essencial para prevenir dores, manter a saúde muscular, estimular o funcionamento pulmonar e cardiovascular, além de ajudar a manter ou melhorar a forma física. Quer mais? Fazer exercícios libera endorfina, ou seja, seu humor também melhora.

Está sem motivação para fazer exercícios por conta própria? Não sabe por onde começar? Veja algumas dicas para cuidar do corpo sem descuidar do bolso:

1- Definindo horários, criando hábitos.

Determine um horário para fazer exercícios. É claro que fazendo suas atividades fora de uma academia, você tem uma flexibilidade muito maior de horários. Mas definindo um momento certo por dia para se exercitar, você cria um compromisso consigo mesmo, gera uma lembrança diária e facilita a criação desse hábito. Podem ser 15 minutos por dia, 30, 1 hora a cada dois dias… Analise sua rotina e faça planos realistas para que você realmente possa cumpri-los.

2 – Atenção à alimentação.

Lembre-se sempre que, para cuidar da saúde, não basta fazer atividades físicas, é importante associá-las a uma boa hidratação e a uma alimentação equilibrada, rica em vegetais, legumes e frutas.

3 – Caminhadas, corridas e pedaladas.

Comece dando a volta na quadra ou nas ruas próximas; depois, aumente o circuito, aumente o ritmo. Para caminhadas, que são mais leves, o ideal é de 30 a 50 minutos, em dias alternados. Observe seu corpo e respeite seus limites. Se sentir algum desconforto, pare por um tempo. Se necessário, procure orientação especializada. E lembre-se de manter-se sempre bem hidratado e de usar roupas leves e equipamentos adequados.

4 – Contra a celulite, escadas.

Esqueça os elevadores. Subir e descer escadas é um exercício aeróbico que fortalece os músculos, o coração e os pulmões. Os treinamentos podem ser variados: subida e descida normal, subir na ponta dos pés, descer correndo, subir pulando de dois em dois degraus, descer de um pé só, subir elevando o calcanhar até a coxa, etc. Os benefícios também são diversos: ajuda a queimar gorduras, eliminar a celulite, afinar a cintura, reduzir o colesterol ruim no sangue e melhorar a saúde cardiovascular em geral, entre outros.

5 – Exercícios em casa.

Você pode usar objetos simples da sua casa para se exercitar. Um cabo de vassoura, por exemplo, pode ser usado como auxiliar de alongamentos e agachamentos (segurando-o atrás dos ombros para manter a postura). Agachamentos com os braços apoiados atrás, em um banco, também dão bons resultados. Outra ideia é usar sacos de feijão ou de açúcar como pesinhos. E você ainda pode se apoiar em mesas, paredes ou no próprio chão para fazer flexões. Procure na internet imagens detalhadas dos exercícios e fique atento à postura correta para evitar lesões. Comece fazendo 2 séries de 15 repetições. A partir da terceira semana, aumente para 3 séries de 15 repetições. Depois, vá aumentando gradativamente o número de repetições para 20, 25 e assim sucessivamente. Para melhores resultados, alterne os exercícios em casa com caminhadas, fazendo atividades de 5 a 6x por semana.

6 – Academias públicas ao ar livre.

Em várias cidades do Brasil já existe este tipo de espaço, com equipamentos específicos para auxiliar na ativação da circulação e no fortalecimento muscular. Boas oportunidades para fugir do sedentarismo, aproveitando o ambiente externo, sendo possível, inclusive, reunir os amigos para malhar. Mas é importante estar sempre atento à postura e procurar orientação prévia para saber como usar cada aparelho corretamente. Os mais comuns nas academias ao ar livre são: simulador de caminhada; supino (para fortalecer braços e peitoral); esqui (ótimo para queimar calorias e estimular o músculo cardíaco); pressão de pernas (similar a um agachamento); rotação vertical (estimula a flexibilidade dos ombros e deve ser feito sempre com braços flexionados); e abdominal. Se existe uma academia ao ar livre próxima a sua casa, aproveite.

7 – Cooperação e motivação.

Reunir pessoas com interesses comuns para cooperarem entre si é sempre uma boa ideia. Então, que tal combinar de fazer aquela caminhada com uma amiga? Ou marcar aquela pelada uma vez por semana com a turma? Fazer exercícios em boa companhia é sempre mais motivador.

8 – Se for comprar aparelhos, considere os usados.

No caso dos produtos esportivos, é possível encontrar inúmeras opções de segunda mão – de pesinhos e bolas de pilates a esteiras e bicicletas ergométricas – e, por incrível que pareça, alguns quase sem uso. Considere essa opção.

FONTE: https://www.oseudinheirovalemais.com.br/troque-a-academia-por-exercicios-em-casa-ou-ao-ar-livre/

Share this post