Qual a diferença entre loteamento e condomínio fechado?

Qual a diferença entre loteamento e condomínio fechado?

 

Saiba quais características de cada situação e qual a melhor opção de investimento

Quem trabalha no mercado imobiliário já respondeu essa pergunta ou até mesmo precisou estudar um pouco para entender qual a diferença entre loteamento e condomínio.

Dominar o assunto e conhecer todas as diferenças entre cada um é primordial para quem trabalha com corretagem de imóveis, isso porque cedo ou tarde, vai surgir algum cliente questionando.

Então acompanhe nosso artigo e saiba diferenciar cada situação na hora de intermediar uma negociação de uma dessas opções de empreendimento.

Loteamentos x Condomínios

Pode até ser que pareça a mesma coisa, mas definitivamente não é. Esses dois tipos de empreendimentos possuem características particulares e únicas, mas essas diferenças podem se tornar confusas, principalmente quando o loteamento é comercializado com a estética de um condomínio fechado.

O loteamento nada mais é do que uma área com diversos lotes ou terrenos para comercialização. Não necessariamente serão vendidas a mesma pessoa, não possuem obrigatoriamente o mesmo tamanho.

Aliás, essa é a principal diferença entre os dois. Enquanto em condomínios existe todo um esquema de segurança, guarita, possibilidade de câmeras e acesso controlado, no loteamento isso é impraticável. Isso porque a área é pública e o acesso não pode ser negado.

É claro que muitos residenciais construídos em loteamentos colocam guaritas, no entanto a área é comum e as ruas dentro do loteamento são públicas. Ou seja, não há como impedir qualquer pessoa de acessar alguma rua dentro do local sob qualquer pretexto. Os loteamentos nada mais são do que ruas normais, cercadas pelos próprios moradores.

Além disso, o comprador que adquire um lote faz a compra apenas desse lote e nada mais. Já quem compra uma casa em um condomínio fechado, adquire a casa e toda a infraestrutura existente no local. Incluindo áreas de lazer, piscinas, espaço para churrasco, vagas em garagem, salões de eventos e etc. Quaisquer áreas de uso coletivo faz parte da aquisição do bem.

Exatamente por isso é comum a cobrança de uma taxa para quem mora em condomínios, pois é necessário efetuar a manutenção e a limpeza desses locais, bem como pagar funcionários que farão a estrutura funcionar corretamente, sem gerar reclamações.

Em relação a manutenção de ruas e praças que possam existir em loteamentos, elas continuam responsabilidade do município, bem como a coleta de lixo e outros serviços, como limpezas de bueiros. Em condomínios tudo isso fica na conta dos moradores.

Por fim, mas não menos importante, outro ponto que diferencia um condomínio de um loteamento: a legislação.

Conforme a lei, o loteamento é uma subdivisão de glebas em lotes destinados a edificações. Sujeitando o local a abertura de novas vias, logradouros públicos ou ampliação de qualquer via existente.

Já os condomínios são regidos pela lei que diz que os condomínios são edificações ou conjunto delas, construídos sob a forma de unidades isoladas destinadas a fins residenciais ou não. Podendo ser alienados em parte ou como um todo, constituindo propriedade autônoma, sujeitas as limitações da lei.

Portanto, fica claro que as diferenças entre condomínios e loteamentos se dão em virtude de os ambientes serem público ou privativos, da responsabilidade de manutenção do espaço, dos acessos permitidos ou não e da administração dos locais.

Obviamente, em alguns casos os loteamentos podem ser encarados como opções mais em conta, no entanto é preciso levar em consideração que todo custo de manutenção sai do bolso dos moradores e não há limites para isso, apesar da cobrança ser opcional.

FONTE: https://www.imovelweb.com.br/noticias/socorretor/dicas-para-corretor/qual-diferenca-entre-loteamento-e-condominio-fechado/

Share this post