Como cuidar de um cachorro em casa você mesmo

Como cuidar de um cachorro em casa você mesmo

Adotar ou comprar um cão, significa, certamente, assumir uma série de responsabilidades relacionadas à qualidade de vida, saúde, higiene e comportamento do animal. Por isso, é tão importante saber como cuidar de um cachorro da forma correta. Todos esses cuidados e manutenção são parte importante para monitorar a saúde do cachorro.

O artigo a seguir, sobre como cuidar de um cachorro, tem como objetivo listar os itens mais importantes a serem considerados para os devidos cuidados com o seu filho de quatro patas, tanto no ambiente quanto para o próprio animal.

Acessórios necessários

como-cuidar-cachorro-desembaracar

Pêlossoltos removidos presos à escova canina (Crédito/Copyright: “Tomislav Pinter/Shutterstock”)

Quem quer adquirir um cachorro tem que pensar primeiramente nos acessórios básicos. É, de fato, muito complicado cuidar de um cachorro sem os acessórios adequados para isso. Certifique-se de colocar na lista de compra pelo menos os itens a seguir:

  • Guia e coleira – utensílios certamente indispensáveis para levar o cachorro para passear ou ao veterinário;
  • Plaquinha de identificação – Ítem essencial pois os animais podem fugir e se perder. A plaquinha aumenta muito, sem dúvida, a chance de voltar a ver seu cachorro caso algo do gênero aconteça;
  • Vasilhas de comida e água – Há diversos modelos de vasilhas no mercado, em diversos materiais e preços. Escolha as que mais se adaptam ao porte do seu cachorro;
  • Brinquedos – estes ítens distraem o cachorro fazendo com que, deste modo, ele reduza a ansiedade e destrua menos os objetos da casa;
  • Escova apropriada para sua pelagem – escovação é um cuidado de higiene básico. A seguir, falaremos mais sobre isso;
  • Caminha de cachorro – assim como no caso das vasilhas, há centenas de modelos de caminhas no mercado. Inclusive, na internet estão disponíveis muitos tutoriais que ensinam a fazer algumas muito bonitas por conta própria, sem necessidade de gastar muito;

Como cuidar de um cachorro em casa para que seja saudável

como-cuidar-cachorro

Cachorro enrolado na toalha depois de um banho (Crédito/Copyright: “Kalamurzing/Shutterstock”)

Cuidar da saúde de um cachorro é algo que deve, certamente, fazer parte da rotina no dia a dia. Várias atitudes ao longo do dia refletem na saúde e bem estar do animal. Entre estas estão a escolha da alimentação, o tempo gasto com brincadeiras e exercícios físicos, e os cuidados veterinários. Veja algumas dicas de como cuidar de um cachorro para que viva feliz e saudável.

Como cuidar de um cachorro – Cuidados Veterinários

Não adianta pesquisar sobre como cuidar de um cachorro sem, antes de tudo, se preocupar com a manutenção de seu bom estado de saúde. E para isso, é muito importante consultar um veterinário regularmente.

Submeter seu cachorro a check-ups regulares, pode ajudar a prevenir ou detectar precocemente eventuais doenças. Caso o cachorro não apresente problemas específicos de saúde, a rotina de consulta pode coincidir com as datas das vacinas, já que são no mínimo anuais.

Avalie a castração de cachorro

Castração de cachorro é um procedimento cirúrgico altamente recomendado por veterinários já que impede gestações indesejadas além de prevenir muitos problemas de saúde e comportamento.

Ofereça uma dieta completa e balanceada

Independentemente da crença ou estilo de vida, certifique-se de que seu cachorro esteja ingerindo todos os nutrientes necessários para manutenção de sua saúde e bem estar.

Se optar por oferecer uma dieta natural, peça a opinião de um médico veterinário especialista em nutrição para poder fornecer um alimento completo e balanceado.

Caso opte por um alimento industrializado, prefira produtos Premium ou Super Premium, já que são produtos com mais qualidade, completos e balanceados.

Garanta água potável, limpa e fresca sempre

Parece banal falar sobre este item, mas é necessário. Muitos se preocupam em como cuidar de um cachorro, e esquecem de verificar alguns cuidados básicos.

  • O pote de água deve ser higienizado com frequência;
  • A água deve ser trocada diariamente ou até mesmo duas vezes por dia;

Exercícios

Cachorros precisam fazer exercícios para ficarem saudáveis e felizes. Caso fiquem em um lugar com jardim, é mais fácil pois naturalmente terão mais espaço para correr durante o dia.
Quando moram em locais menores, é importante levar para passear pelo menos duas vezes por dia. Claramente, a quantidade de exercícios físicos necessários dependerá muito do porte, idade, estado de saúde e nível de energia do cachorro.

O ideal é identificar um local onde o cachorro possa correr e brincar sem coleira, porém com segurança.

Caso não se exercite, o cachorro pode ficar entediado e pode adquirir comportamentos indesejados como auto-mutilação, destruição dos ítens da casa, além de aumentar a chance de ficar obeso.

Como cuidar de um cachorro – Higiene

Todas as atividades ligadas à rotina de higiene do cachorro, são momentos oportunos para verificar o estado de saúde do animal.

O ideal é começar desde cedo a acostumar o cachorro à rotina básica de higiene como escovação de pêlos e dentes, banho, limpeza de orelhas, corte de unhas, entre outros. A maioria dos cães não gosta muito quando fazemos estas coisas com eles. Por isso, recomenda-se começar o quanto antes a acostumá-los a esta rotina.

Ao adotar um cachorro adulto, principalmente um de rua, ou seja, não acostumado com cuidados, poderá ser mais difícil convencê-lo a aceitar essa rotina. Inicialmente, será possível ter que enfrentar até mesmo algum rosnado ou mordida, porém é importante compreendê-lo e ter paciência para acostumá-lo aos poucos. Força, e siga em frente!

Todos esses cuidados são importantes para monitorar a saúde do cachorro.

Apesar da maioria das atividades de manutenção serem feitas por profissionais nos pet shops especializados, ainda é importante que o dono do cachorro saiba como cuidar destas pequenas tarefas.

Banhos

como-cuidar-cachorro-banho

Golden retriever tomando banho de chuveirinho (Crédito/Copyright: “135pixels/Shutterstock”)

Alguns cães adoram, outros odeiam. De qualquer maneira, dar banho no cachorro é uma tarefa necessária. Sugere-se o uso de água morna, por ser mais confortável para o animal, principalmente em estações mais frias do ano. Nas estações mais quentes, pode-se até dar banho com água fria de mangueira, o que se transforma até mesmo em uma brincadeira. Passo a passo para um banho adequado:

  • Antes de começar o banho, escove e remova qualquer embaraço dos pelos.
  • Escolha o local para dar banho. Sugere-se uma banheira ou quintal (em dias mais quentes) pois costuma-se molhar muito o ambiente. Inclusive há grande chance de ficar ensopado com o cachorro.
  • Como sugerido anteriormente, use água morna e comece a molhar as patas posteriores, a lombar e o resto do corpo.
  • Quando estiver bem molhado, passe o shampoo de uso veterinário, esfregando com vigor. Repita este processo para retirar bem a sujeira dos pelos.
  • Cuidado para não deixar entrar água no ouvido do cachorro. Por precaução, podem ser colocados dois chumacinhos de algodão hidrófobo (impermeável) no ouvido. Lembre-se de retirá-los depois do banho.
  • Se o seu cachorro possui um problema específico, como pelagem extra oleosa, talvez você terá que usar um shampoo medicamentoso indicado pelo veterinário.
  • Enxágue bem e se necessário utilize um condicionador para retirar eventuais embaraços e hidratar os fios.
  • Enxugue-o com uma toalha. Em dias mais frios, seque com secador.
  • Cuidado com o choque térmico nos dias mais frios.

Lembre-se: o banho deve ser dado pelo menos a cada 15 dias. Se a frequência for maior, corre-se o risco de ressecar muito a pele e os pelos, causando problemas dermatológicos.

Corte de Unhas

como-cuidar-cachorro-unhas

Poodle cortando as unhas (Crédito/Copyright: “siamionau pavel/Shutterstock”)

O corte de unhas é um ponto muito importante de como cuidar de um cachorro. As unhas dos cachorro tem crescimento contínuo e curvo. Por isso, cortá-las vai evitar que a mesma cresça a ponto de entrar novamente na pele, o que também provoca muito sofrimento ao animal. Além disso, o estado das unhas pode refletir o estado de saúde do cão.
Porém, devem ser tomados alguns cuidados para realizar este procedimento corretamente, já que, se feito de forma errada, o animal pode sangrar muito e sentir dor.

Orelhas

como-cuidar-cachorro-orelhas

Buldogue inglês filhote limpando as orelhas após o banho (Crédito/Copyright: “WilleeCole Photography/Shutterstock”)

A limpeza das orelhas é importante porém não deve haver um exagero. Isso porque a cera do ouvido, tem a função de proteger a área. Portanto, limpe apenas quando necessário com produtos específicos para a região, com algodão limpo. Nunca utilize o mesmo chumaço para os dois ouvidos a fim de evitar riscos de eventuais contaminações. Peça orientação ao seu veterinário quanto o produto a escolher e a forma de limpar sem prejudicar o conduto auditivo, já que é uma área muito sensível.Cães com orelhas maiores, caídas ou mais compridas e cheias de pêlo precisam de atenção redobrada, já que, quanto maior for o tamanho e a pelagem da área, maior será o acúmulo de sujeira e umidade. Estes fatores podem, consequentemente, aumentar a chance do desenvolvimento de algum problema auricular.

Olhos

como-cuidar-cachorro-olhos

Labrador retriever pingando colírio nos olhos (Crédito/Copyright: “Andrey_Popov/Shutterstock”)

A limpeza dos olhos também deve fazer parte da rotina. É comum que entre um pouco de sujeira ou que se crie um pouco de remela. Faça, portanto, a limpeza com algodão limpo e macio embebido em soro fisiológico e passe gentilmente sobre as pálpebras. Aproveite este momento para verificar se há alterações ou lesões nos olhos do seu bichinho.

Higiene Bucal

como-cuidar-cachorro-dentes

Cão Yorkshire filhote escovando os dentes com escova de dedo (Crédito/Copyright: “karelnoppe/Shutterstock”)

A higiene bucal é, sem dúvidas, um assunto muito sério quando falamos sobre como cuidar de um cachorro. Cachorros de pequeno porte têm mais tendência a acumular grandes quantidades de tártaro e desenvolver doença periodontal, uma doença que se caracteriza como um conjunto de condições inflamatórias, de caráter crônico, e de origem bacteriana, que começa afetando o tecido gengival e pode levar, com o tempo, à perda dos tecidos de suporte dos dentes.Consequentemente, o animal sente muita dor e para de se alimentar corretamente. Além disso, as bactérias da boca podem acometer outros órgãos como rins e coração, o que pode vir a prejudicar muito animais que já tenham alguma patologia pré existente. Portanto, preste atenção em sinais como: gengivas vermelhas, sangrando ou retrocedendo, perda de dentes e mau hálito persistente.

Assim, escovar os dentes do animal corretamente, ajuda a manter a boca livre de tártaro e da alta concentração de bactérias. Este procedimento é especialmente importante para cachorros que se alimentam com dietas úmidas e pastosas. Cães alimentados com rações secas, de fato, apresentam menos problemas dentais por causa da limpeza mecânica produzida pela mastigação dos pellets.

Para escovar os dentes do cachorro podem ser usadas dedeiras de silicone, escovas de dente ou gaze. Atenção: utilize apenas pastas de dente de uso veterinário. As de uso humano são tóxicas para cachorros.

Como cuidar da saúde bucal do cachorro
  • Idealmente, cães deveriam escovar os dentes todos os dias. Escovar menos que a cada 2 a 3 dias é ineficiente, pois é quanto tempo leva para acumular placas bacterianas. Principalmente se o animal se alimentar com dieta úmida e pastosa.
  • Garanta um exame dentário todos os anos no seu veterinário. Caso necessário, ele poderá solicitar a realização de uma limpeza mais profunda com um especialista.

Pelagem

como-cuidar-cachorro-pelagem

Cão Shi Tzu aparando os pêlos da face (Crédito/Copyright: “siamionau pavel/Shutterstock”)

Primeiramente, para saber como cuidar de um cachorro neste sentido, é importante entender como é o pelo do animal. Cada tipo de pelagem precisa de cuidados e utensílios diferentes.
Os pelos podem ser longos, curtos, lisos, crespos, rígidos, macios. Dependendo do cachorro, pode ter também uma camada de subpelos que exige maior atenção.Uma regra geral deve ser a escovação semanal, independente do tipo de pelagem. Isso porque este procedimento elimina pelos mortos, dando mais brilho e reduzindo a quantidade de pelos espalhados pela casa. Além disso, a escovação é um ótimo momento para avaliar presença de pulgas, carrapatos e saúde da pele.

Existem inúmeras ferramentas para esse trabalho e cada uma delas atende a um tipo específico de pêlo.

Pêlos curtos

Este tipo de pelagem não exige grandes cuidados. Os acessórios mais usados para cachorros com pelos curtos são:

  • Escovas com cerdas curtas e juntas;
  • Rasqueadeira – que ajuda a eliminar os pelos mortos com mais eficiência já que puxa os fios da camada de subpelo;
  • Luvas de borracha;
  • A pelagem curta e macia de raças como o Dogue Alemão, Doberman e Boxer são fáceis de escovar. Você pode também passar um pano úmido, que pega tanto o excesso de pêlos como sujeira.
Pêlos médios e longos

Este tipo de pelagem exige, com certeza, maiores cuidados em relação à formação de nós. Recomenda-se a compra dos seguintes ítens para criar uma rotina de manutenção:

  • Escovas com cerdas longas, largamente espaçadas;
  • A escova de pino-de-metal foi feita para raças com pêlos de comprimento médio a longo ou encaracolados;
  • Rasqueadeira para pelos longos;
  • O ancinho é usado para desembaraçar e remover nós.
Pêlos encaracolados

Uma pelagem encaracolada, como a do Poodle ou do Bichon Frisé precisa, certamente, de muitos cuidados. Estes cães possuem pêlos de crescimento contínuo, por isso precisam de tosas frequentes e escovação a cada 2 dias.

Além dos cuidados mencionados, cachorros de pelos longos e/ou encaracolados, precisam frequentemente de tosa higiênica, que visa retirar o excesso de pêlos de regiões que sujam com mais facilidade como em volta do ânus, genitais, barriga e patinhas.

Terceirizando os cuidados de higiene

como-cuidar-cachorro-pelos

Yorkshire escovando sua pelagem com escova de cerdas de metal (Crédito/Copyright: “karelnoppe/Shutterstock”)

Se, por outro lado, ainda não se sente seguro de como cuidar de um cachorro, pode ficar tranquilo. É possível terceirizar alguns cuidados com profissionais de pet shops. Inclusive, ir ao pet shop faz parte da rotina especialmente de quem tem cães de pelos longos e encaracolados. Sem dúvidas quanto à isso.Ao escolher um pet shop para cuidar de seu cachorro, procure ouvir opiniões de clientes, além de procurar conhecer melhor o local e os funcionários.

Alguns profissionais esvaziam os sacos anais, que são estruturas glandulares dentro do ânus do cachorro que se enchem de um líquido mal cheiroso. Normalmente, estes sacos se esvaziam sozinhos quando o cachorro defeca. Se não for feito da maneira adequada, pode causar problemas. Discuta isso com o seu veterinário antes de permitir que qualquer profissional faça o procedimento. Você pode decidir que o veterinário faça isso caso seja necessário.

Como cuidar de um cachorro: organizando o ambiente

Ao levar um cão para a casa, deve-se primeiramente decidir onde ele passará o tempo. Ou seja, deve-se pensar nas áreas da casa às quais ele terá e não terá acesso.

Cachorros podem ser muito curiosos e até mesmo destruidores. Muitos objetos podem parecer inofensivos, mas podem causar sérios danos se ingeridos. Recomenda-se, portanto, deixar objetos pequenos e delicados longe das garras de nossos amigos caninos.

Alguns itens devem ainda ficar armazenados em local protegido e sem acesso do cachorro. Entre estes estão:

  • Produtos de limpeza, inseticidas, fertilizantes e venenos para ratos;
  • Plantas, pois algumas podem ser tóxicas. O ideal é verificar e pesquisar a toxicidade das plantas da casa antes mesmo de liberar o acesso do animal à elas;
  • Alimentos destinados ao consumo humano, inclusive legumes e frutas. Isso porque muitos alimentos podem ser tóxicos aos cachorros como por exemplo: cebola, uva, chocolate;
  • Medicamentos tanto de uso veterinário quanto de uso humano, pois é comum que cachorros peguem estes itens na boca para brincar ou comer, e fiquem severamente intoxicados. Além disso, quando destinados a consumo humano, podem ter efeitos adversos graves nos animais de estimação.

Portanto, é bom saber desde o início que cuidar de um cachorro é algo maravilhoso, porém envolve tempo e custos. E lembre-se: em caso de dúvidas, converse sempre com seu médico veterinário de confiança.

FONTE: https://vidanimal.com.br/como-cuidar-de-um-cachorro/

SITE: https://vidanimal.com.br

Share this post