Notícias e Destaques

Serviço de Limpeza é destaque no Condominio

Não se fala em outra coisa e a verdade tem que ser dita !

A sindica desta vez acertou! 

A  equipe de Limpeza escolhida  a dedo apos muita dificuldade em encontrar trabalhadores dedicados consegue hoje limpar e manter limpo nossas ruas .

confira as fotos abaixo recente

s do mesmo

PREFEITURA SUSPENDE SERVIÇO DE COLETA DE LIXO NO CONDOMINIO REPRESA VILLE!

A prefeitura de Capim Branco, que desde todos os tempos vinha coletando o lixo do condomínio Represa Ville ,  simplesmente sem comunicar suspendeu a coleta sem dar nenhum explicação e ainda não responderam o oficio enviado pela diretoria do condomínio.

A prefeitura alega que o condomínio é uma área fechada (privada) e que por isso, ela não tem que fazer a coleta de lixo

A diretoria só se deu conta depois da que foi comunicada da situação da suspensão pelo morador Carlos.

Diretoria organiza abaixo assinado junto a Cemig devido a inúmeras quedas de energia seguidas

Solicitamos que todos os condomínios participem do abaixo assinado que busca a melhor prestação de serviços junto a cemig.

O documento encontra-se na portaria do mesmo.

Participe !

 

Reforma da Caixa D’água é realizado com sucesso !

Confira a abaixo o relatório da reforma da caixa Dágua

Relatório Caixa Dágua

Como tratar bem animais de estimação

Os animais de estimação se tornam, em alguns casos, membros da família. Eles são carinhosos, boas companhias e quem tem um diz que não vive sem. No próximo domingo (14), a TV TEM dá uma ajuda para quem quer dedicar o dia para os gatos ou cachorros em Jundiaíx (SP): o Estimacão, evento que reúne diversas atividades e orientações para cuidar dos bichinhos será realizado no Parque da Uva.

Para os donos de pets entrarem no clima desde já, o Tem Notícias conversou com o médico veterinário Luiz Carlos Ferranti para saber quais são os principais cuidados que devem ser tomados com os cães e gatos. Para ele, quem tem um gato ou um cachorro deve tomar cuidado para não deixar que os animaizinhos tomem o comando da casa.

O veterinário explica que eles devem ser bem tratados sim, mas como um animal, não como uma pessoa. Caso contrário, ele pode ter distúrbios de comportamento. “Cachorro precisa, em primeiro lugar, de exercício, depois de disciplina e, por último, de carinho”, comenta o veterinário.

Apesar disso, alguns donos de cachorros gostam mesmo é de mimar os mascotes da família. Esse é o caso da auxiliar administrativo Mônica Muraro. Na casa dela, quem manda é a Clara, a basset hound que tem roupinhas para todas as ocasiões. “Ela tem roupas de ficar em casa, de sair, e tudo guardado junto com as nossas roupas”, conta Mônica.

Outra dica do veterinário é em relação ao banho e tosa. Os cachorros de pequeno podem visitar o petshop até uma vez por semana. Já para os maiores, o recomendado é uma vez por mês.

Em relação à alimentação, cachorro pode comer ração, frutas, verduras e legumes todos os dias. Já os petiscos devem ser só um agrado, de vez em quando. Sobre as roupinhas, o médico veterinário explica que funcionam como um adereço. “Alguns cachorros sentem mais frio, outros menos. É mais para o lado psicológico da gente achar que assim vai agradá-los mais”, diz Ferranti.

Na casa de Rosana Oriente, frio não é o problema para a cadela Laica na hora de dormir. Seis anos depois de ter sido encontrada na rua, com as patinhas quebradas e machucada, hoje ela está bem, e até dorme com a dona. De lá para cá, uma não desgruda da outra. “Eu sem ela não tenho como viver”, diz Rosana.

Como cuidar bem de plantas em vaso

Para quem gosta de ter o verde sempre por perto, mas não dispõe de muito espaço, uma boa opção é cultivar plantas dentro de vasos. O uso de vasos além de acomodar as plantas, pode deixar o ambiente mais agradável e decorado.

Quando bem cuidadas, as plantas cultivadas dentro de casa crescem bonitas, saudáveis e têm ótima durabilidade. Mas para isso, é preciso tomar alguns cuidados. Confira dicas de como cuidar bem de plantas em vaso.

A escolha do local para as plantas é fundamental. Observe se a área escolhida fica próxima às janelas, já que a temperatura do ambiente, a luminosidade, o arejamento e o espaço são os fatores mais importantes para que as plantas se desenvolvam.

Os formatos e tamanhos dos vasos de planta também devem ser levados em conta. É preciso ficar atenta se o vaso não é “apertado” para a plantinha crescer bem.

Para a planta ter uma vida longa, é necessário controlar e verificar diariamente a irrigação da terra. E para evitar o apodrecimento das raízes e o solo encharcado, use um recipiente para escoamento da água embaixo do vaso, o conhecido pratinho.

Uma dica para checar a umidade da planta é inserir o dedo ou um palito no solo em certa profundidade. Se a terra aderir, é por que ainda não é hora de irrigar a planta.

O uso de adubo é outra dica de como cuidar bem de plantas em vaso que ajuda no fortalecimento e crescimento delas. Mas tudo que é usado em excesso, pode fazer mal, por isso não se deve exagerar nas quantidades de adubo.

De preferência, regue as plantas no período da manhã e evite molhar muito as folhas e flores. Lembre-se que cada tipo de planta necessita de uma quantidade diferente de água. Plantas como o cacto e as bromélias, por exemplo, são plantas mais resistentes à falta de água. Já o copo de leite, begônia, crisântemo e azaléa, são plantas mais sensíveis e exigem cuidados dobrados.

Cuide bem das suas plantas protegendo seu vaso da exposição excessiva de sol, retirando sempre as folhas secas, matinhos e mantendo livre das pragas

Hidratação é a receita para tratar dengue e evitar complicações

A hidratação tem que ser feita tanto em casa quanto no serviço de saúde. Água, sucos, chás e soro caseiro, tudo é indicado na hidratação. Para fazer o soro caseiro, basta adicionar, em um litro de água, duas colheres (de sopa) de açúcar e uma colher (de café) de sal.

Para saber se a hidratação está sendo feita de modo correto, pode-se observar a cor da urina. Se estiver clara é sinal que está menos concentrada e que a ingestão de líquido está surtindo efeito.

Os sintomas clássicos da dengue são: febre, dor de cabeça, dor no fundo do olho, dor muscular, dor abdominal, dor nas articulações, além de manchas no corpo.

Queda da febre pode não significar melhora
A febre é um dos principais sintomas da dengue. Ao menor sinal da alteração da temperatura do corpo é necessário procurar a unidade básica de saúde do município. No entanto, poucos sabem que a queda da febre pode não significar a melhora do paciente. É nesta hora que os cuidados devem ser redobrados, porque há mais chances de surgir os casos graves.

Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), a maior parte das consequências graves causadas pela doença aparece em até 48 horas após o fim do quadro febril, quando já não se dá tanta atenção ao tratamento. O período de piora é quando a febre diminui, entre o terceiro e quinto dias da doença.

A orientação é que no primeiro dia sem febre o paciente retorne à unidade de saúde para ser reavaliado pelo médico e detectar se há algum sinal de gravidade, como irritabilidade, sonolência, vômitos que não param, forte dor abdominal, tonteira ou desmaio. Geralmente, o paciente também não sente vontade de urinar.

Termômetro
Só há um jeito de saber se uma pessoa está com febre: usar o termômetro. Este pode ser de vidro ou digital, com ponta metálica, que deve ser colocada debaixo da axila por três minutos e apenas uma vez. Caso a temperatura ultrapasse os 38º C, deve-se procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima da residência.