Author: Redação

6 coisas que você deve saber sobre casas em condomínio fechado

Como a segurança é uma prioridade entre a grande maioria de investidores de imóveis, muitos consumidores têm optado por comprar terrenos ou construir casas em áreas de condomínios fechados, onde existem algumas vantagens como a maior proteção e controle da segurança dos proprietários e familiares.

Construir uma casa dentro de uma propriedade com área de condomínio fechado, muitas vezes, significa que os proprietários serão obrigados a participar de uma associação de moradores. E como membro desta comunidade, o proprietário terá que aderir a uma série de regulamentos e normas que dizem respeito à associação.

Geralmente estabelecido pelos moradores de uma comunidade para garantir que a infraestrutura, como estradas, ruas, iluminação, distribuição de água e áreas comuns serão mantidas. Um grande aspecto de um condomínio fechado, também é o de garantir a segurança das pessoas que vivem na comunidade.

Regras de associação, normas e regulamentos dos proprietários pode cobrir muitos aspectos que vão desde a cor que um proprietário tem permissão para pintar sua casa, até o tipo de arvores, arbustos, vegetação bem como o tipo de pavimentos de calçadas está autorizada a exibir em frente da residência.

É por esta razão que aqueles que estão interessados na compra de um imóvel dentro de um condomínio fechado, que se rege por uma convenção aprovada pelos associados do condomínio, devem assegurar que os regulamentos estipulados não entrem em conflito com o seu estilo de vida.

Antes de comprar uma propriedade dentro de uma comunidade os compradores devem fazer sua lição de casa e investigar todos os artigos da regulamentação do condomínio escolhido antes de bater o martelo e fechar o negócio.

Veja seis aspectos que os compradores devem considerar sobre Condomínios fechados de casas:

1. Ao aderir ao condomínio fechado vou assumir algum custo?

Em quase a totalidade dos condomínios ao comprar o imóvel, o proprietário já assume o compromisso de pagar uma taxa mensal para a associação. Portanto é importante que os compradores comparem os valores cobrados com outros condomínios fechados semelhantes, na região circunvizinha.

2. Como são as taxas cobradas?

Os membros do condomínio fechado devem saber como as suas contribuições mensais são alocados. Muitas vezes as taxas pagas para um condomínio são destinadas para a manutenção das áreas comuns e instalações, tais como o paisagismo ao ar livre, piscina e ginásio ou clube com área gourmet e churrasqueiras.
Os potenciais compradores devem descobrir o que está incluído na taxa e o que não está.

3. Tem havido algum aumento no valor das taxas recentemente?

Ao pesquisar um condomínio fechado de casas, os compradores devem solicitar na associação o histórico de quanto e com que frequência às taxas aumentou durante o último período de cinco anos. Ao olhar para o relatório do passado o comprador pode ter uma ideia do que esperar no futuro.

Outro aspecto importante é saber se ocorreram em algum tempo do passado, alguma taxa adicional que foi cobrada dos proprietários quando o condomínio não teve reservas para cobrir alguma despesa extra ou para a implantação de um novo projeto.

4. Quais são as prioridades da associação do condomínio fechado?

Olhando para o livro de atas das últimas reuniões de assembleias do condomínio, poderá dar aos potenciais proprietários uma ideia clara das prioridades da comunidade e quais as questões e tópicos continuam aparecendo com preocupações dos associados.

5. Não negligencie a cópia dos estatutos e normas

É importante ler todos os regulamentos, restrições e condições antes de comprar a propriedade. Embora possa levar algum tempo para ler a documentação na sua totalidade, é muito melhor fazer isso do que entrar e descobrir que você é incapaz de estacionar um segundo carro na rua em frente à propriedade ou armar uma barraca no jardim.
É melhor ter uma compreensão clara do que é permitido do que ser pego de surpresa recomendam os especialistas.

6. Penalidades

É essencial para os compradores saber quais sanções serão aplicadas se algum item do regulamento não for respeitado.  É sempre importante para um comprador na sua busca pelo imóvel desejado, garantir que está realizando uma compra com uma quantidade razoável de conhecimento sobre o que eles estão recebendo em troca.
E a leitura da documentação do condomínio fechado irá fornecer algumas informações significativas na decisão e escolha do terreno para construção do projeto de casa dos sonhos ou na compra de um imóvel pronto.

Se gostou deste post, deixe o seu comentário mostrando, vantagens, desvantagens ou experiências positivas ou negativas de morar num condomínio fechado.

FONTE:

10 COISAS PARA FAZER EM UM DIA DE CHUVA

 

Sempre que um feriado se aproxima, junto vêm as nuvens que se instalam no céu curitibano. É batata: é só chegar o fim de semana ou o feriado que o céu fecha e chove! Chove até não poder mais.

E acredito que eu seja como a maioria das pessoas, que não gosta de colocar o nariz pra fora de casa quando o tempo não está amigável. Gosto mesmo é de ficar enfurnada em casa, bem quietinha no meu canto e, de preferência, embaixo das cobertas.

A preguiça é tanta, que já começo a programar o dia chuvoso com alguma antecedência: marco a visita dos amigos, escolho uma bela lista de filmes (as dicas da Bia são incríveis pra esses momentos!) ou passo no supermercado e preparo um estoque de comida suficiente para os dias que vou ficar hibernando.

Mas como a gente não vive só de preguiça, também começo a pensar em algumas coisas bacanas pra fazer. Então, já que em novembro temos dois feriados, fique com esse guia de sobrevivência para dias chuvosos!

# 10 – Fazer as unhas

Com calma, paciência e sem a pressão do horário, gosto de aproveitar o tempo livre para fazer as unhas. Antes de pintar, experimento várias cores, faço combinações imprevisíveis, depois tiro tudo e faço o serviço direito. A vantagem de fazer as unhas em um dia chuvoso é que, por causa do clima frio, o acabamento fica melhor e sem bolinhas.

# 9 – Limpar a casa

Pode parecer piada, mas aquele dia nublado e friozinho me dá o maior pique pra arrumar o guarda-roupa, limpar a casa, colocar o material da faculdade em ordem e otras cositas más… Junto com a limpeza, vale colocar uma música bacana pra ajudar na empolgação e encarar a organização com bom humor.

# 8 – Passar o tempo com jogos de tabuleiro

Para recorrer aos jogos de tabuleiros não precisa estar necessariamente chovendo, mas é escolha certeira quando não queremos sair de casa. Banco Imobiliário, War, Scrabble, Quest e Scotland Yard são algumas das nossas opções mais divertidas, apesar de que jogar War resulta em brigas de vez em quando…

# 7 – Relembrar bons momentos revendo fotos

Esse é o programa preferido da família quando o tempo está fechado. Sempre tem alguém que corre no armário para buscar os álbuns antigos e passamos horas e mais horas lembrando os bons tempos e contando histórias divertidas, e o melhor, acompanhados de alguma comidinha gostosa!

# 6 – Fazer tricô

Entre aquelas que são fãs das agulhas, acho que o gosto por tricotar nos dias de chuva é quase unanimidade. Há, inclusive, quem só tricote nas estações mais frias por não conseguir lidar com a lã em dias de calor. Só posso dizer que é reconfortante passar o dia mexendo com os fios e, no final, ter feito algo bonito.

# 5 – Ler um livro

Bem, pra alguém que lê andando na rua ou tomando banho, ler em um dia de chuva é fichinha. Mas tem coisa melhor do que apreciar um bom romance com aquele barulhinho agradável da chuva caindo lá fora?

# 4 – Receber os amigos e jogar conversa fora

Aproveitar os dias nublados na companhia de pessoas queridas também é um ótimo programa. Acho incrível poder preparar um lanchinho bacana e ficar junto dos meus amigos, jogando conversa fora ou simplesmente rindo da vida.

# 3 – Cozinhar e comer bem

Preparar uma comidinha gostosa é uma ótima ideia. Para quem não gosta de cozinhar, provar os quitutes alheios não é uma má ideia, certo? Pilotando o fogão ou apenas provando as delícias que minha mãe prepara, me divirto muito na cozinha nos dias chuvosos. O programa preferido lá em casa é assar um bolo ou um pão e aproveitar o calorzinho do forno para esquentar a casa toda.

# 2 – Assistir um filminho embaixo das cobertas

Eu acho que a maioria concorda com a dupla “cobertor + filme” entre as três primeiras posições desse ranking. Não há combinação mais perfeita. Para completar, uma panela de brigadeiro ou uma bacia de pipoca. Com tudo isso, pode chover até não poder mais que eu não vou nem notar…

# 1 – Dormir

O primeiro lugar dispensa apresentações, né? Basta juntar vários itens que apareçam antes na lista e completar com aquela soneca merecida para que um dia chuvoso acabe bem.

FONTE: https://www.megacurioso.com.br/blog/78473-10-coisas-para-fazer-em-um-dia-de-chuva.htm

10 dicas para sair de vez do sedentarismo

A falta de exercício deixa todo o organismo mais lento, acumulando alguns gramas por dia que viram quilos por mês e muita gordura localizada no ano

Todos sabem que movimentar o corpo é extremamente importante e fundamental para a boa saúde. “A quantidade de produtos e serviços, como controle remoto, automóvel, computador, produtos alimentícios enlatados etc. fazem nossa vida cada dia mais sedentária. Sabemos que muitos destes produtos são feitos para facilitar, mas nos fazem gastar menos energia durante o dia, ou seja, deixamos de nos movimentar”, conta a educadora física e personal trainner Verônica Motta Lino.

Para ela a falta de exercício deixa todo o organismo mais lento, acumulando alguns gramas por dia que viram quilos por mês e muita gordura localizada no ano. Então, que tal sair do sedentarismo e começar de alguma forma? A personal sugere a lista abaixo e avisa: “O que irei citar aqui não é nenhuma novidade, mas, se for colocado em prática, garante mais disposição e uma melhor qualidade de vida”.

1. Procure ter amizades e andar com pessoas que tenham um estilo de vida saudável e que se preocupem com a saúde.
2. Não tenha preguiça de caminhar, estacione o carro mais longe de onde precisa ir.
3. Suba escadas sempre que tiver essa opção.
4. Brinque com seus filhos.
5. Comece uma atividade física que lhe dê prazer e faça gradativamente. Nada de correr se não está preparado para isso.
6. Carregue suas compras até seu destino.
7. Se você trabalha sentado, levante-se de sua mesa de tempos em tempos para beber água.
8. Faça ginástica laboral se tiver no seu trabalho.
9. Procure realizar suas atividades diárias num ritmo mais acelerado: limpar a casa, lavar o carro, andar até a farmácia, cuidar do jardim…
10. Se possui cachorro, saia para passear com ele.

FONTE: https://www.semprefamilia.com.br/10-dicas-para-sair-de-vez-do-sedentarismo/

Coisas demais? Como organizar a bagunça

Ter organização em casa com espaços limpos e arrumados traz calma e alegria, além de tornar mais fácil encontrar as coisas. Há três ideias que formaram minha filosofia de organização.

Eu tenho alegria em organizar minha casa. Ter espaços limpos e bem arrumados faz com que eu me sinta calma e feliz. Também torna mais fácil encontrar as coisas. Há três ideias que formaram minha filosofia de organização na minha casa. Mantê-las em mente me ajuda a eliminar a desordem e a resistir para não comprar coisas que não preciso.

Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar

Isso precisa fazer sentido para você. Se isso não acontecer, mude. Esteja disposta a reorganizar e embaralhar as coisas ao redor, se necessário. Você não tem que usar espaços conforme eles foram planejados. Transformei um armário de roupas de cama em um armário no andar de cima para materiais de jogos e um armário de cozinha não utilizado em uma loja de suprimentos para artesanato. Eu penso nos itens como se tivessem “casas” onde “vivem”. Isso me ajuda a pensar em coisas que precisam ser armazenadas juntas e itens que precisam ser de fácil acesso para serem encontrados, porque são usados com frequência.

Os recipientes têm de ser mais do que bonitos. Eles devem ser funcionais. Há muitas opções, então meça o seu espaço ou faça um balanço de suas coisas e olhe para o tamanho certo da caixa ou recipiente. Você pode encontrar recipientes em muitas lojas. Eles podem ser muito baratos até bastante caros. Eu comprei vários itens de organização da Target e IKEA. Você pode encontrar itens para organização na Leroy Merlin.

Ajude a sua família a saber para onde as coisas irão. Tente não ser a única pessoa que poderá encontrar alguma coisa na casa, ou você vai sair constantemente encontrando coisas e guardando-as. Consiga recipientes de etiqueta ou código de cores, como caixas de brinquedo, para que as crianças possam ajudar a limpar.

A segunda lei da termodinâmica

Eu tive que rir quando eu percebi que poderia nesse caso aplicar a lei da entropia e da desordem. Mesmo que eu tenha certeza que não é o que os cientistas tinham em mente, ela funciona. A caixa de ferramentas de engenharia explica que a entropia do universo aumenta. Um aumento na desordem global é portanto espontânea. A entropia pode ser produzida, mas nunca destruída. As casas parecem aumentar espontaneamente em desordem também.

Mantenha-se na sua limpeza de modo que a desordem não possa ficar fora de controle. Eu gasto as manhãs de segunda pegando tudo depois do fim de semana, tento não ir para a cama com os pratos sujos na pia e adiciono tarefas de organização para a minha lista de coisas a fazer. Se o seu universo estiver se tornando mais desordenado, considere um sistema novo, livre-se de coisas, ou leve um dia para desatravancar.

Perceba que sua casa não vai ficar perfeitamente limpa, especialmente se você tiver mais de uma pessoa em casa. Aprenda a lidar com isso. Recentemente uma amiga me deu seu mantra sobre uma casa perfeita. Ela disse: “Se você vier me visitar, você é bem-vinda a qualquer momento. Se você vier para visitar a minha casa, me avise.”

Passe por toda a sua casa de forma metódica para desordenar e organizar. Tenha um saco de lixo, uma caixa para reciclagem e uma caixa de doação com você. Caso você não tenha usado alguma coisa no ano passado, considere se livrar dela. Faça uma lista de espaços para organizar. Pequenos espaços (como uma gaveta ou armário) não demoram muito. Torne essa tarefa divertida, ouvindo música ou um podcast e desfrutando de um lanche ou bebida. Se você desatravancar espaço pelo menos duas vezes por ano, o tempo que você gasta ficará cada vez mais curto. Faça com que seus filhos ajudem a classificar brinquedos, roupas e lembranças em seus próprios quartos.

Use, descarte, torne utilizável ou se desfaça

Combata a desordem trazendo menos tranqueiras para dentro de sua casa. Você realmente precisa da coisa que quer comprar? Você tem coisas que ninguém usa ou olha? Pergunte a si mesma: Eu tenho espaço para isso? Existe um lugar onde isso possa “viver?” Eu me desfiz de muitas coisas dessa maneira.

Tente não ficar ligada nas coisas. O entesouramento pode ser um problema grave para algumas pessoas. Mantenha umas poucas lembranças do que seja importante para você e encontre um meio de organizá-las também. Eu tenho embaixo da cama uma caixa de armazenamento para cada criança. Elas podem guardar trabalhos de escola e certificados, mas apenas o que se encaixar na caixa. Algumas lembranças perdem sua importância à medida que o tempo passa. Classifique suas coisas de tempos em tempos e veja o que você pode fazer para ficar sem elas.

Sirva o próximo repassando itens que você não precisa mais. Muitas pessoas têm vendas anuais de quintal para se livrar de coisas que não usam mais. Várias instituições de caridade aceitam itens em bom estado. Procure um Mercatudo em sua área. Eu gosto de passar adiante roupas infantis para amigos e familiares.

Livre sua casa da desorganização em excesso e as coisas farão você se sentir bem por dentro e por fora. Mantenha essas três ideias em mente para enfrentar a entropia em sua própria casa.

Traduzido e adaptado por Ana Maria Castellano do original Too much stuff? How to can the clutter, de Amy Peterson.

FONTE: https://www.familia.com.br/coisas-demais-como-organizar-a-bagunca/

Como se Preparar para uma Caminhada

    A caminhada é um exercício aberto a qualquer pessoa fisicamente sadia e sem problemas articulares.

    Entre os exercícios aeróbicos, a caminhada é, sem sombra de dúvida, a modalidade que reúne o maior número de qualidades, além de ser a mais segura do ponto de vista cardiovascular e ortopédico.

    Caminhar é uma forma surpreendentemente eficaz de emagrecer e tonificar o corpo.

    A caminhada é uma atividade física sem custos que pode ser realizada em praticamente qualquer lugar. Seja na rua, nos parques, na praia, no campo, em pistas atléticas, ginásios, ou na área interna de grandes condomínios; realmente qualquer lugar serve para uma boa caminhada.

    Benefícios

    • Melhora a circulação e a atividade do coração, diminuindo problemas cardíacos.
    • Reduz gorduras localizadas.
    • Combate o colesterol ruim, aumenta a densidade óssea.
    • Favorece o controle de doenças como diabetes e hipertensão.
    • Ameniza desequilíbrios posturais e articulares.
    • Fortalece os sistemas imunológico, nervoso e respiratório.
    • Propicia bem-estar físico e emocional.

    Cuidados

    A decisão de caminhar ou praticar qualquer atividade física deve ser acompanhada de alguns cuidados, a fim de preservar a saúde e obter-se o máximo dos resultados que podem ser atingidos:

    • Usar roupas confortáveis.
    • Fazer alongamento antes e depois das caminhadas.
    • Caminhar em locais planos ou com aclives e declives suaves.
    • Manter o tronco reto.
    • Manter ombros e pescoço relaxados.
    • Manter quadril, joelhos e pés alinhados.
    • Respirar profundamente.
    • Iniciar a passada com o calcanhar, depois apoiar a planta do pé e por último os dedos.
    • Impulsionar o corpo à frente, usando os glúteos e os músculos da parte posterior das pernas.
    • Usar tênis apropriado para caminhada, com solado flexível e sistema de amortecimento.
    • Hidratar o corpo bebendo água antes, durante e depois do exercício.
    • Se possível, mantenha um horário fixo para as caminhadas. O organismo adapta-se melhor.
    • Evitar sempre as temperaturas extremas.
    • Caminhar regularmente de 5 a 6 vezes por semana.
    • A qualquer sinal de dor, cãibra, falta de ar ou cansaço extremo, interrompa a caminhada imediatamente.

    Aquecimento

    O aquecimento, que deve ser realizado antes e depois da caminhada, consiste basicamente no alongamento e exercícios de resistência muscular.

    Alguns exercícios que devem ser realizados durante o aquecimento, de pé, sempre para um lado e para o outro, quando for o caso:

    • Segurar um dos pés de encontro ao bumbum, alongando a parte anterior da coxa.
    • Levar o tronco à frente, como se fosse encostar as mãos no chão, alongando a parte posterior das coxas, pernas e coluna.
    • Estender os braços à frente entrelaçando os dedos e curvando as costas.
    • Passar os braços para trás do corpo, cruzando os dedos e alongando o peito.
    • Puxe o pescoço alongando-o para um lado e para o outro.
    • Gire a cabeça para um lado e depois para o outro lado.
    • Elevar o braço para cima e para a lateral, de modo a alongar a lateral do corpo.
    • Puxar um dos braços para trás, segurando-o pelo cotovelo, de forma a alongar o tríceps.
    • Passar um dos braços pela frente do corpo e, com a mão do outro braço, puxar o cotovelo e o braço, de forma a alongar o ombro.

    Duração da Caminhada

    A duração da caminhada pode variar de 30 a 60 minutos, não considerando o aquecimento e a fase de desaquecimento.

    Ao caminhar, a passada não deve ser intensa e intolerável, nem tão leve que não estimule a respiração. A intensidade ideal é aquela que permite manter uma conversação sem falta de ar e sem desconfortos.

    Programa Sugerido

    Semana

    Duração

    Frequência

    30 minutos

    3 vezes/semana

    40 minutos

    3 vezes/semana

    45 minutos

    4 vezes/semana

    50 minutos

    5 vezes/semana

    Frequência Cardíaca

    A frequência cardíaca ideal para uma caminhada deve ser calculada pela fórmula: 220 – idade = frequência cardíaca total (100%).

    Respeite sempre os limites de seu corpo, o ideal é usar um pulsômetro ou frequencímetro para controlar a frequência cardíaca. A atividade física deve ser realizada em um período longo e o ritmo da caminhada, aumentando de acordo com os progressos da resistência física.

    Se você for iniciante, mantenha a frequência cardíaca entre 60% e 75% da frequência cardíaca máxima, mas se você já tiver um bom condicionamento físico poderá trabalhar com 60% e 90% da frequência cardíaca máxima.

    Recomendações

    Antes de iniciar qualquer atividade física, é necessária uma avaliação médica para afastar possíveis riscos à saúde. O ideal, além do exame clínico convencional, é a realização de um eletrocardiograma de esforço para avaliar as condições cardiovasculares, o nível de tolerância ao exercício e a resposta eletrocardiográfica ao exercício.

    Procure um médico se, após a caminhada, perceber alguns sintomas, tais como: tontura, fadiga excessiva, sudorese intensa, batimentos cardíacos irregulares, falta de ar intensa ou dor no peito.

    FONTE: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/como-se-preparar-para-uma-caminhada/179/22/

    Dicas básicas para cuidar bem das suas plantas

    Conselhos básicos e de fácil aplicação ajudam a prolongar a vida do seu vegetal

    Plantas enriquecem o ambiente da sua casa porque, além de deixarem o espaço mais bonito, elas melhoram a qualidade do ar da sua residência ao remover toxinas. E existem algumas ações bem simples que podemos tomar para ajudar nossas amigas a crescerem e se desenvolverem no ambiente doméstico. Confira algumas dicas de cuidados com plantas:

    Remova as folhas danificadas

    Uma tarefa básica. No entanto, faça com cuidado para que outras partes da sua planta não sejam danificadas;

    Luz solar

    Um bom lugar para o seu vegetal é num espaço que receba luz solar. Mas fique atento, pois não é recomendável que a luz incida diretamente na planta, pois as folhas podem se queimar;

    Sem correntes de ar

    Vento muito intenso também pode ressecar e queimar as folhas das plantas. Portanto, escolha um local adequado;

    Água na medida certa

    Todo mundo sabe que os vegetais precisam ser regados, mas uma quantidade de líquido exagerada pode matá-los. Por isso, procure regar a planta mais vezes por dia e com um volume reduzido de água;

    Troque o vaso

    Com o crescimento das plantas, o vaso no qual estão vivendo talvez tenha que ser trocado. Verifique se você consegue ver as raízes e se elas já dominam todo o vaso. Caso isso ocorra, é sinal de que mais espaço é necessário para o desenvolvimento.

    FONTE: https://www.ecycle.com.br/component/content/article/67-dia-a-dia/2001-dicas-basicas-para-cuidar-da-sua-planta.html

    Regras para uso do salão de festas do condomínio

    As áreas comuns de um condomínio são para usufruto de todos os condôminos. Uma das áreas mais disputadas é o salão de festas do condomínio.

    As áreas comuns de um condomínio são para usufruto de todos os condôminos. Porém, em muitos casos, antes de se divertir, os moradores devem obedecer às normas propostas para cada espaço. Principalmente as regras para uso do salão de festas, a área mais disputada do prédio. Você sabe como funciona a limpeza, a reserva, o horário de silêncio?

    As regras para uso do salão de festas

    Todas as normas que regulam o funcionamento de atividades no salão de festas devem estar contidas no regulamento interno do condomínio e serem aplicadas pelo síndico, que fiscalizará o uso. Vale a pena lembrar que essa lei condominial é aprovada em assembleia de condôminos e pode ser alterado mediante aprovação de dois terços.

    Ou seja, cada prédio estabelece suas próprias regras para utilização do salão conforme o perfil dos moradores, suas prioridades e necessidades. Apesar disso, podemos notar algumas normas comuns em grande parte dos condomínios, como as que se seguem.

    Agendamento e limpeza

    regras para salão de festas do condomínio agendamento e limpeza

    O condomínio precisa ter uma agenda para evitar confusões. Quando dois moradores pretendem reservar a mesma data, em geral, a prioridade é dada àquele que fez a solicitação antes.

    Ao reservar, é preciso informar o número de convidados para o evento, já que é comum ter um número máximo possível estabelecido.

    O prédio pode ou não prever uma taxa de utilização do salão de festas, que será paga se ocorrer o evento. Essa taxa, ainda que o condômino pague mensalmente a taxa condominial, tem a ver com o gasto maior que o evento provoca: água, energia, material de limpeza, faxineira etc.

    Lei do silêncio

    regras para salão de festas do condomínio lei do silêncio

    O morador que for utilizar o salão deve se atentar à lei do silêncio estabelecida no prédio e na legislação brasileira. Normalmente, funciona entre 22 horas e 6 horas. O que não quer dizer que a festa não possa durar até o limite estabelecido em convenção (por exemplo, 0h), mas apenas que o morador deve respeitar o limite sonoro após 22 horas.

    Alguns locais proíbem a música ao vivo, é bom atentar-se se há alguma previsão na lei condominial quanto a isso.

    Utilização por locatário

    regras para salão de festas do condomínio locatário

    O locatário é a pessoa que detém a posse provisória do imóvel e, por esse motivo, possui todos os direitos e obrigações relacionadas a ele, como o direito de usufruir da churrasqueira e das demais áreas comuns, arcando com as responsabilidades e respeitando as regras.

    O condomínio que possui regra em sentido contrário pode ser acionado na justiça por cometer ilegalidade, já que a regra afronta os direitos do locatário, previstos no Código Civil.

    Danos ao condomínio

    regras para salão de festas do condomínio danos quebra

    O morador que faz um evento é responsável por todos os prejuízos que causar ao condomínio (danos a móveis, janelas, portas etc.).

    Para que isso seja cumprido, é interessante que o síndico vistorie o local antes e depois do evento, e peça ao morador que assine um termo de responsabilidade.

    Outros pontos sobre uso do salão

    • As áreas de diversão (salão de festas, churrasqueira) não podem ser utilizadas para eventos de cunho comercial, religioso ou político, já que a finalidade do prédio é residencial.

     

    • Alguns condomínios proíbem eventos em feriados nacionais, como Natal, Ano Novo e Carnaval.

     

    • Para o caso de condômino que avisa previamente sobre as irregularidades que cometerá em seu evento (música ao vivo, excesso de pessoas, festa além do horário limite), o síndico pode ingressar com uma ação judicial para impedir a realização da festa, caso tenha provas irrefutáveis (convite da festa, e-mail do morador).

     

    As normas para utilizar as áreas comuns do condomínio visam a melhor convivência entre todos. O condômino que desobedece as regras para uso do salão de festas do condomínio está sujeito à multa por comportamento antissocial, estabelecida pelo síndico conforme cada caso.

    FONTE: https://tudocondo.com.br/regras-para-uso-do-salao-de-festas-do-condominio

    7 dicas para remover a poeira da casa toda

    Cada cantinho da casa tem uma técnica especial de limpeza. Descubra

    O acúmulo de poeira em casa é inevitável, principalmente para quem mora em grandes centros urbanos. Para resolver o problema, é preciso, primeiro, utilizar as ferramentas corretas. Por exemplo, os espanadores de penas estão proibidos! Eles simplesmente espalham o pó de uma superfície para outra. A dica é utilizar um pano 2531umedecido com água.

    Além disso, alguns cantinhos precisam de técnicas de limpeza especificas! Listamos abaixo 7 dicas para deixar a casa brilhando! Confira.

    Paredes
    O mais indicado é utilizar o aspirador. Vá limpando do teto em direção ao chão para capturar o máximo de pó sem espalhá-lo.

    Rodapés
    Para remover as manchas, borrife o produto de limpeza em um pano já úmido e passe ao longo do rodapé!

    Cristaleiras
    Para limpar o pó que fica acumulado nos cantinhos e nas gravuras das cristaleiras, use um pincel de cerdas naturais. Ou um pincel de maquiagem que já não usa mais. Em seguida, passe um pano de microfibras.

    Eletrônicos
    Os aparelhos eletrônicos são alguns dos itens que mais exigem limpeza. Um estudo realizado pela revista britânica Which? Computing, por exemplo, mostrou que um teclado de um escritório pode ser mais sujo que um vaso sanitário.

    Para limpar os computadores, TVs, impressoras e outros itens eletrônicos, lembre-se de sempre desligá-los primeiro. Em seguida, utilize um pano de microfibras e um espanador longo, também de microfibras, para as fendas. Certifique-se de aspirar poeira e pelos de animais dos cabos e aberturas de ventilação. Assim, você evita o entupimento de máquinas ou tomadas.

    Brinquedos de pelúcia
    Coloque os ursinhos e bonecas de pelúcia em uma sacola de plástico grande com uma xícara de bicarbonato de sódio. Feche o topo da sacola, leve-a para fora e agite bem. Esse truque funciona porque o bicarbonato de sódio e a estática ajudam a remover a poeira e outras partículas. Tire os brinquedos da sacola um de cada vez, agite-os, e finalize com o aspirador para remover todo o bicarbonato.

    Atrás dos aparelhos
    Já olhou atrás do seu fogão ou da geladeira? Ali, as migalhas e poeira se acumulam com facilidade, o que pode atrair insetos e outros organismos. O aconselhável é afastar o aparelho da parede para limpar. Use um rodo longo com esponja na ponta e umedecido. Utilize-o para retirar o pó, e, em seguida, lave o chão e as paredes com água quente e sabão.

    Ventiladores de teto
    Coloque um pedaço de jornal ou um pano embaixo do ventilador. Desligue a fonte de energia, e limpe com papel toalha umedecido para remover poeira e manchas gordurosas da caixa central. Para as hélices, use uma escova com cerdas macias embebidas em produto de limpeza. Para finalizar, enxúgue com papel toalha úmido.

    FONTE: https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Dicas/noticia/2018/01/7-dicas-para-remover-poeira-da-casa-toda.html

    Como tirar cheiro de xixi de cachorro

    Por mais que seu cãozinho faça suas necessidades no local correto, o mau cheiro deixado por ele é inevitável. Por isso, preparamos 3 dicas, oferecidas por ongs de animaisque utilizam produtos caseiros e naturais, para te ensinar como tirar cheiro de xixi de cachorro e garantir a saúde do animal.

     

    como tirar cheiro de xixi de cachorro

    Não se preocupe, te ensinamos como tirar cheiro de xixi de cachorro

    Limpeza do local

    É importante fazer uma limpeza profunda dos locais onde o cachorro fica, dentro de casa ou no ambiente externo, se tiver, pois os produtos de higienização nem sempre eliminam o forte odor de urina e fezes. Veterinários recomendam utilizar itens que contém cloreto de benzalcônio, geralmente usados em pet shop e clínicas veterinárias.

    Os produtos que usam essa substância são bactericidas e fungicidas, portanto,eliminam do ambiente todas as possíveis doenças para os cães. É indicado testar qualquer solução antes, em um pequeno local, para certificar que ela não vai danificar a superfície.

    É possível encontrar ingredientes caseiros tão bons quanto os desinfetantes industrializados no mercado, que, além de não agredirem a nossa saúde e a do cachorro, são acessíveis. E, além de tirar cheiro de xixi de cachorro, eles podem ser utilizados para limpar paredes, pisos de banheiro e vasos sanitários.

     

    Como tirar cheiro de xixi de cachorro

    Desinfetante de limão

    Esse produto utilizará, como principal ingrediente, cascas de limões usados. Confira o passo a passo:

    • Coloque as cascas em um recipiente de vidro adicionando água (a quantidade vai depender de sua necessidade);
    • Tampe o recipiente e deixe a mistura repousar por 24 horas, aproximadamente;
    • Posteriormente, utilize o liquidificador para bater o líquido junto com as cascas, que possuem óleos aromáticos, importantes para desinfetar;
    • Coa a batida e coloque-a novamente em um recipiente limpo de vidro;
    • Deixe a solução fermentar por mais 24 horas, em ambiente arejado;
    • Após esse período, adicione duas colheres (de sopa) de álcool, que será o conservante, e o desinfetante está pronto.

     

    Vinagre

    Para criar um desinfetante mais forte, a base de vinagre, é preciso também álcool e um limpador perfumado comum. Para uma solução de 700 ml:

    • Coloque 400 ml de vinagre branco em um frasco de vidro ou plástico;
    • Acrescente 200 ml de álcool;
    • Para finalizar, adicione 100 ml de um limpador perfumado apenas para quebrar o cheiro forte das outras substâncias.

     

    Bicarbonato de sódio

    O bicarbonato de sódio pode ser utilizado sozinho ou misturado a outras substâncias, mas cuidado para não causar nenhuma reação indesejada! E sua principal característica é a neutralização de odores orgânicos.

    Quando utilizado sozinho, coloque uma boa quantidade no local limpo mas que possui mau cheiro, e deixe-o reagir por, aproximadamente, cinco horas. Posteriormente, limpe o local com aspirador. Muito simples né?

     

    Preto E Branco Dog GIF - Find & Share on GIPHY

    Obs.: Antes de utilizar o desinfetante, limpar o local desejado e deixá-lo seco.

     

    Pronto, você já sabe como tirar cheiro de xixi de cachorro, mas que tal adestrá-lo a fazer sempre no mesmo lugar, de preferência em superfícies que absorvem líquidos, como o tapete higiênico?

     

    como tirar cheiro de xixi de cachorro

    Exemplo de tapete higiênico

    Um dos motivos pelos quais o odor da urina se espalha pela casa, é porque seu cãozinho anda fazendo no lugar errado ou em vários cômodos. O ideal é educá-lo logo no primeiro dia dele na sua casa, e pode ser que alguns casos levem mais tempo mas, geralmente, o processo de adestramento dura duas semanas.

    Mas e aí, o que é preciso fazer para o cachorro acertar o lugar?

    • A primeira coisa é não colocar o tapete higiênico ou jornal, próximo do lugar onde ele dorme e muito menos de onde ele se alimenta;
    • Não dê bronca no animalzinho quando ele errar, mas faça uma grande festa quando ele acertar. Isso vai estimulá-lo mais rápido;

    FONTE: https://drlavatudo.com/blog/como-tirar-cheiro-de-xixi-de-cachorro/



    Você também pode gostar de:

    Lei do Silêncio e Direito de Vizinhança

    É comum a ocorrência de situações de conflitos ocasionadas por som alto, gritos, barulho excessivo ou outro comportamento de vizinhos que lhes tirem o sossego. Se o incômodo causado pelo vizinho for excessivo, de modo a ferir a saúde ou segurança do indivíduo, a proteção ao direito violado está posta expressamente na lei.
    O capítulo sobre os direitos de vizinhança do Código Civil/2002 (arts. 1.277 a 1.313), determina que as pessoas têm o direito de interromper interferências prejudiciais à saúde, à segurança e ao sossego provocadas por vizinhos. Por exemplo:

    “A constatação de que o estabelecimento comercial produz elevados níveis de ruído, a ponto de causar grave perturbação ao sossego da vizinhança, fato que constitui dano à saúde da coletividade, justifica a determinação da paralisação de suas atividades, até porque os elementos de prova já apresentados evidenciam a reiterada prática, desrespeitando preceitos a que se encontrava vinculado. Sabendo-se, ademais, que os níveis sonoros apurados são prejudiciais ao sossego, à saúde e à segurança das pessoas, com consequências praticamente irreparáveis, identificado está o periculum in mora, a justificar o prevalecimento da medida, não sendo suficiente para afastá-la a afirmação de prejuízo econômico-financeiro propiciado ao réu.” (JTJ347/104: AI 990.09.292840-6)

    “Direito de vizinhança. Obrigação de não fazer. Mau uso da propriedade. Poluição sonora. Ruído excessivo de festa realizada pelos apelantes que gerou perturbação aos moradores vizinhos. Relações de vizinhança que limitam o uso do direito de propriedade em prol da boa convivência social (art. 1.277 do CC/2002)”. (RT 900/260; TJSP AP 992.07.025249-0).

    “É obrigação de todo cidadão se informar corretamente sobre direitos e deveres de vizinhança, sobre poluição sonora, sobre respeito ao próximo, etc. Portanto, estando situado o clube numa área residencial, a Lei do Silêncio deverá ser respeitada.” (TJMG AI 1.01145.10.066030-0/001)

    Neste norte, saliente-se que a infração à norma legal é mais frequente perto de bares, casas noturnas, igrejas, etc. As pessoas que optam por morar em grandes centros urbanos devem prever que estarão expostas a um nível maior de ruído do que em lugares afastados.

    Na verdade o barulho, na maioria das vezes é inevitável. O que não pode ocorrer é o excesso, o abuso, a situação não pode fugir aos parâmetros do bom senso e respeito ao próximo.
    Para a solução de situações conflituosas vislumbra-se três opções:
    A primeira e talvez a mais simples e adequada é uma boa conversa para tentar chegar a um acordo. Quando o problema ocorrer em um condomínio, principalmente, uma boa conversa pode ser a solução.
    A segunda opção seria recorrer a Órgãos Públicos, como por exemplo as prefeituras, que possuem o poder de fiscalização e manutenção da ordem e paz públicas.
    A terceira opção seria a propositura de ação judicial com o objetivo de fazer cessar o incômodo excessivo e nocivo à saúde, sempre amparado pelo direito de vizinhança.
    Ressalte-se que em Belo Horizonte foi promulgada a Lei 9.505, de 23.01.2008, que estabeleceu os padrões de tolerância sobre a emissão de ruídos, sons e vibrações em decorrência de atividades exercidas em ambientes confinados ou não, bem como respectivas penalidades aos infratores, penalidades que variam desde a advertência até a cassação do Alvará de Localização e Funcionamento de Atividades ou de licença.
    De qualquer forma, é de se destacar que a citada lei municipal, que especifica determinadas penalidades, não restringe ou tempera evidentemente, a aplicação e o cumprimento de medidas judiciais que forem pleiteadas e acolhidas. A citada lei municipal pode até servir para coleta de parâmetros para a decisão judicial, mas esta poderá impor a cessação do incômodo excessivo acaso provado, mesmo que adotando parâmetros diversos dos previstos na citada lei municipal.
    Além do mais, o Juiz pode e deve “determinar todas as medidas indutivas, coercitivas, mandamentais ou sub-rogatórias necessárias para assegurar o cumprimento de sua ordem judicial” (art. 139, inciso IV do CPC/2015).

    FONTE: http://lmmvadvogados.com.br/artigos-lista/133-lei-do-silencio-e-direito-de-vizinhanca